2020/10/08

YouTube limita funcionalidades experimentais apenas a clientes pagantes


De forma inexplicável, mas que demonstra a completa subversão da lógica em alguns sectores tecnológicos, a Google acha que faz sentido bloquear funcionalidades experimentais / beta apenas aos clientes que paguem pelo YouTube Premium - ou seja, dá-se ao luxo de querer clientes beta, que estejam dispostos a pagar por isso.

Em tempos não muito distantes, ser beta-tester era uma função que implicava ser pago ou, no mínimo, ter direito a qualquer outra forma de compensação. Em certas áreas, era algo que até podia ser feito sem qualquer contrapartida, tirando proveito da (boa) vontade dos utilizadores. Mas agora, o YouTube passa para uma fase completamente diferente, em que os utilizadores ainda terão que pagar por isso.

O acesso à secção de funcionalidades experimentais do YouTube ficará dependente da subscrição do YouTube Premium.


Não é muito claro o que a Google / YouTube esperará obter com esta medida, já que as ditas funcionalidades experimentais estão longe de fornecer vantagens que justifiquem o pagamento; para não falar de que, sendo experimentais, podem também desaparecer a qualquer momento. Daí que isso não resulte em qualquer vantagem prática efectiva para um cliente que paga por um serviço - pelo contrário.

O que o YouTube garantidamente vai conseguir com isto, é angustiar muitos dos tais utilizadores que até estavam na tal posição de experimentarem estas funcionalidades por "boa vontade", sem esperarem nada em troca; e que a partir de agora certamente passarão a olhar para o serviço de outra forma. Uma forma mais próxima daqueles que diariamente têm que lidar com os popups a perguntarem se não se quer aderir ao YouTube Premium de cada vez que se abre a app, sem qualquer forma de dizer "não, não quero, e não quero me perguntem isto pela milésima vez!"

Sem comentários:

Publicar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]