2020/11/19

Coreia do Sul estreia apresentadora virtual

O canal sul-coreano de TV MBN estreou uma apresentadora virtual que é uma réplica de uma das suas apresentadoras reais.

A partir de agora começará a ser complicado para os tele-espectadores saberem se a apresentadora Kim Ju-ha que vêem nos seus ecrãs será a Kim Ju-ha real ou a sua réplica virtual. A versão digitial foi criada a partir de 10 horas de vídeo da apresentadora, replicando até alguns dos seus "tiques" que contribuem para um realismo impressionante - como pode ser comprovado no vídeo em que a apresentadora real fala com a virtual.

Há muito que se fala que, no cinema, será apenas uma questão de tempo para que os actores licenciem os seus rostos para serem aplicados em filmes sem que tenham que participar neles fisicamente; e agora vemos que isso também se aplica à TV e aos noticiários.

Para os canais televisivos, isto permite ter um apresentador sempre à disposição, a qualquer hora do dia ou da noite, podendo dar notícias de última hora mesmo quando o apresentador está em casa a dormir. Por outro lado, também facilmente se podem antever os riscos da utilização abusiva desta tecnologia, em que regimes opressivos poderão fazer com que vozes críticas apareçam na TV a dizer exactamente o oposto.

Enfim, serve também relembrar que não se pode acreditar em tudo o que se vê...


1 comentário:

  1. Já tinha ouvido falar nesta hipótese num podcast, e parece que finalmente se tornou uma realidade, mais um tempinho e contratam umas modelos para estar não sei quantas horas a falar e a mostrar expressões de emoção de forma a treinar o sistema e podem estar o resto da vida da estação de televisão só com umas quatro ou cinco pessoas para controlar a parte técnica 24h/365d, e mesmo os noticiários podem vir de fontes de terceiros que vão para o sistema e são lidas pelo computador em directo.
    Os accionistas vão ficar doidos com as reduções de custos e (eventual) aumento de lucros.
    O problema é se houver concorrência de outras estações a ter como grande destaque: terem alguns programas com humanos mesmo de verdade, que ninguém saberá muito bem como ter a certeza que não são também imagens apenas geradas por computadores.

    ResponderEliminar

[pub]