2021/01/27

Dados de 220 milhões de brasileiros expostos na net

A quantidade de dados que foi disponbilizada na internet sobre 220 milhões de brasileiros inclui praticamente todos os detalhes sobre as suas vidas.

Inicialmente pensava-se que este roubo de dados dava acesso apenas aos dados básicos, como email, nome completo, CPF (o equivalente ao nosso NIF), data de nascimento e género; só que isso era apenas a ponta do iceberg, e o caso torna-se num dos maiores pesadelos de "leaks" digitais de dados privados de todos os tempos.

Após investigação adicional, descobriu-se que estão também disponíveis coisas como: nome dos pais, estado civil, endereço (e respectivas coordenadas), escolaridade, salário, rendimentos, reformas, classe social, dados de eleitor, CNS (Cartão Nacional de Saúde), NIS (Número de Identificação Social), dados sobre dívidas (incluindo cheques sem cobertura), e outros! Inclui até fotos do rosto para 1.17 milhões de cidadãos, e outras bases de dados com dados mais específicos sobre pessoas com cursos universitários, pessoas que trabalham na função pública, e consultores.

Para todos os efeitos, é altamente provável que todos os brasileiros tenham sido apanhados nesta exposição de dados, em maior ou menor grau.

Falta agora descobrir a origem destes dados, que inicialmente estavam a ser atribuídas à empresa Serasa Experian, mas a empresa já veio dizer publicamente que efectuou uma investigação e que não tem motivos para acreditar que os dados lhe tenham sido roubados directamente, para além de que inclui muitos mais dados do que aqueles a que a empresa tem acesso.

Será potencialmente um bom caso para a ANPD (Autoridade Nacional de Proteção de Dados) colocar em prática a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais) - equivalente à nossa RGPD - e aplicar multas históricas às empresas e entidades que permitiram este mega-roubo de dados.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]