2021/02/23

Firefox 86 com protecção total contra cookies

Depois de recentemente se ter descoberto mais uma técnica que permitia a identificação de utilizadores utilizando os favicons dos sites, o Firefox 86 chega com um sistema de "protecção total" contra cookies.

Os pequenos cookies dos browsers foram criados com o propósito de permitir que os sites guardassem alguns dados no computador dos visitantes, mas desde então tornaram-se numa verdadeira praga que em nada foi reduzida pela absurda exigência do popup de consentimento de cookies imposto pela UE (quantos biliões de cliques inúteis terão sido feitos por conta dessa medida?)

Os cookies são imprescindíveis para permitir que o um site saiba quem somos quando o abrimos no nosso browser, evitando - por exemplo - que um site de serviço de email, ou uma loja online, esteja continuamente a pedir a nossa identificação. Mas infelizmente também têm sido abusados até à exaustão para fazerem o tracking dos utilizadores, de forma a que sites essa pessoa tem visitado, para criar perfis personalizados dos seus interesses e apresentar-lhe publicidade direccionada. Aquilo que faz com que, depois de visitarem uma página de um qualquer produto, comecem a ser bombardeados com publicidade sobre isso.

Mas com o Firefox 86 isso começará a ser praticamente impossível, graças ao novo sistema Total Cookie Protection.
Em vez do Firefox manter um único espaço partilhado para os cookies, o que permitia que uns sites pudessem aceder aos cookies de outros para fazer esse tracking; com o Total Cookie Protection o Firefox cria espaços completamente isolados para cada site, significando que um site não pode aceder aos cookies de outros sites.

Continuam a ser feitas algumas excepções para cookies que sejam reconhecidos como sendo de efeito prático, como para efeitos de login, mas sendo esse acesso dado unicamente quando o utilizador demonstra que quer fazer isso - por exemplo, quando vai aceder a um site em que usa o login via Google ou Facebook.

Quanto a todos os demais cookies, estarão confinados ao seu próprio site, sem que seja possível aceder-lhes a partir de outros sites.

1 comentário:

  1. Isto é algo que me parece que deveria ter sido projetado logo nos primórdios da web.

    ResponderEliminar

[pub]