2021/02/22

Rostos MetaHumans replicam pessoas em tempo real

Combinando os rostos hiper-realistas MetaHumans com a captura facial 3D feita por um smartphone, é possível conversar em tempo real com um rosto virtual.

Recentemente ficamos a conhecer os rostos hiper-realistas MetaHumans proporcionados pelo Unreal Engine. Agora, temos um excelente - mas assustador - exemplo do que este tipo de tecnologia permite fazer, permitindo que se criem rostos que parecem reais, que replicam na perfeição todas as nossas expressões.

Nos programas de videochamadas já estamos habituados a ver coisas como a substituição da imagem de fundo, que nos pode transportar para qualquer ponto do planeta; ou a aplicação de máscaras digitais. Mas... e se em vez de máscaras de brincadeira se pudessem usar rostos virtuais realistas que seriam difíceis de distinguir de uma pessoa real? É isso mesmo que já está a ser feito.


Porque é que isto se torna problemático? Temos serviços que, para abertura de contas remotamente, pedem para se fazer uma videochamada com o cliente. Com tecnologia como esta, qualquer pessoa pode apresentar o rosto que bem desejar e, tendo em conta que muitas pessoas publicam centenas ou milhares de fotos na internet, não será difícil que em vez de um rosto virtual criado aleatoriamente, se criem rostos virtuais que repliquem na perfeição o rosto de pessoas reais; e que depois podem ser usados em tempo real, para se fazerem passar por elas.

Era algo que se poderia imaginar que estaria ainda a algumas décadas de distância, mas que afinal parece que irá acontecer bastante mais cedo do que se poderia imaginar.

Sem comentários:

Publicar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]