2021/03/29

Apple Watch pode determinar "fragilidade" de pacientes cardíacos

Relembrando o papel fundamental que os wearables podem ter na sociedade, um estudo revelou que o Apple Watch pode determinar o estado de pacientes cardíacos de forma idêntica à dos testes clínicos tradicionais.

Um estudo da Stanford University e da Apple determinou que o uso do Apple Watch para monitorizar pacientes com doença cardiovascular, durante um teste em que têm que caminhar durante 6 minutos, foi capaz de dar resultados idênticos aos que eram obtidos quando esse teste era feito em ambiente clínico da forma tradicional - embora os resultados caíssem dos 90% para os 83% quando os testes eram feitos em casa, apenas pelos pacientes sem qualquer supervisão.

O papel dos smartwatches e wearables para monitorizar a saúde dos utilizadores pode ter um papel transformador na sociedade e nos sistemas de saúde. Ocasionalmente vão surgindo os casos em que utilizadores são alertados para potenciais problemas graves de saúde por conta dos seus smartwatches; e à medida que as capacidades de monitorização dos parâmetros de saúde vão aumentando, será natural que isso comece a acontecer com cada vez maior frequência.

Levado ao extremo, estes dispositivos poderiam evitar a ida aos hospitais só para fazer verificações de rotina que provavelmente já estariam a ser feitas automaticamente, e também registar um historial de dados que poderia facilitar a vida aos médicos quando fosse altura de fazer um diagnóstico - assim como a monitorização remota em casos clínicos mais específicos, em que os utilizadores necessitem de um acompanhamento mais próximo.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]