2021/03/10

Asus apresenta ROG Phone 5

A Asus já revelou os seus ROG Phone 5, com conta com a versão base, Pro e ainda a Ultimate com 18GB de RAM.

A linha de smartphones gaming da Asus deu o salto por cima da versão 4, número que tem conotação negativa na Ásia, passando dos ROG Phone 3 para estes novos ROG Phone 5. A família ROG Phone 5 tem como base as seguintes características: ecrã AMOLED de 6.78" (2448 x 1080) a 144Hz com touch a 300Hz, Snapdragon 888, câmaras de 64MP + 13MP + 5MP, frontal de 24MP, bateria de 6000mAh (em conjunto de 2x 3000mAh para carregamento rápido de 65W), e duas fichas USB-C para carregamento cómodo na horizontal ou vertical. Curiosamente - e ainda bem - temos o regresso da ficha tradicional de 3.5mm para os headphones. O modelo base chega em variantes com 8 / 12 / 16GB de RAM e 128 / 256GB de capacidade; o Pro com 16GB e 512GB e o Ultimate com os incríveis 18GB de RAM e 512GB.

Como é habitual, temos toda uma série de acessórios, que incluem o AeroActive 5 Cooler (incluído de origem com os modelos Pro e Ultimate) para manter as temperaturas reduzidas durante sessões de jogo mais prolongadas.
Quanto às diferenças entre os modelos, o modelo base conta com um logo ROG iluminado, mas os os outros ganham um pequeno ecrã traseiro ROG Vision onde se pode apresentar imagens personalizadas, com a particularidade do modelo Pro contar com um ecrã a cores enquanto o Ultrimate se fica por um ecrã monocromático (sem que a Asus tenha explicado o porquê dessa decisão).

Os modelos irão chegar de forma faseada ao longo dos próximos meses, com preços que começam nos 799 euros para o modelo base, e vão até aos 1200 e 1300 euros para os modelos Pro e Ultimate.

2 comentários:

  1. Eu conhecendo a Asus vai ser coisa para ter um ecrã de mediano a medíocre; baterias que ainda dentro da garantia já só aguentam entre 80-90% e logo após a garantia decai ainda mais (mas já se tem que pagar a mudança...) e os updates após 1 ano devem ser escassos, após 2 anos inexistentes.

    Os meus muitos PC Asus e até tablet que tive foram todos sem exceção exemplo disso, daí nem me passar pela cabeça algo como isto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo contigo na parte "e os updates após 1 ano devem ser escassos, após 2 anos inexistentes. ". Foi o que aconteceu com o meu ZF2. Bateria, ao fim de quase 6 anos ainda aguenta 3 dias em modo poupança, 1 dia com jogatanas e wi-fi/dados.

      Eliminar

[pub]