2021/03/28

Famel está de regresso com moto eléctrica


A Famel, marca histórica portuguesa das duas rodas, assinala o seu regresso às estradas com o lançamento das pré-reservas da nova E-XF eléctrica.

Com um design inspirado na antiga e mítica XF-17, a nova E-XF adopta a motorização eléctrica como o ponto de viragem e ressurgimento da marca. Esta nova fase da marca Famel, mais tecnológica e amiga do ambiente, pretende contribuir para uma mobilidade individual mais sustentável, alertando para a importância crescente da transição energética, necessária para atingir os objectivos de descarbonização das cidades através da utilização de veículos 0% emissões somando a vantagem que os veículos de duas rodas trazem através da sua versatilidade e agilidade nas cidades, que potenciam ganhos significativos nos tempos de deslocação e na qualidade de vida nas cidades.

A Famel regressa ao final da década de 70 onde foi concebida inicialmente a XF-17; o seu design esguio, mas aspecto e performances desportivas fizeram com que fosse um dos modelos mais cobiçados e coroaram-na como a rainha das motorizadas portuguesas. Invocando toda a herança deste modelo icónico, a nova E-XF promete trazer a Famel de volta às estradas com um design clássico, mas electrificado, utilizando um motor à roda com potência máxima de 5kW, e velocidade máxima de 70km/h (limite legal de 45km/h) que prometem trazer alguma diversão às deslocações diárias.



A nova E-XF traz ainda um sistema de travagem de disco à frente e atrás, com a inclusão do sistema CBS (Combined Brake System), conferindo uma melhoria significativa de segurança no sistema de travagem em relação ao modelo antigo. A bateria de 72V e 40Ah, possibilita com uma só carga de cerca de 4 horas, uma autonomia estimada de 70km (dependendo das condições). A abertura das pré-reservas proporcionam acesso a uma primeira edição limitada do modelo com entregas a partir de 2022 com um PVP estimado de 4.100€.

Pré-reservas no website e-xf.famel.pt

Publicado originalmente no Pela Estrada Fora

5 comentários:

  1. Falta é o mítico som irritante :)
    Espero que seja um projeto com um futuro risonho.

    ResponderEliminar
  2. Wooooow! que top! era o meu velhote com uma das ruidosas e eu com uma eletric! :) Awesooooome!

    ResponderEliminar
  3. O motor dá para artilhar a 80…? É que na original dava e ficava diabólica…!!! 😀 😀
    A XF17 era como os Ibizas, artilhar até (quase) rebentar. Por acaso aqueles motores eram bem robustos e aguentavam bem a 80, com carburador maior e escape de rendimento.

    ResponderEliminar
  4. isto é mesmo a pedir um reboot ao "a última famel", subtítulo do género "um regresso electrizante"

    ResponderEliminar

[pub]