2021/03/30

Google Maps reforça navegação em Realidade Aumentada e informação da qualidade do ar

A Google está a fazer algumas alterações ao seu serviço Google Maps, passando a disponibilizar mais informação (como qualidade do ar) e reforçando a navegação em realidade aumentada no interior de edifícios.

São muitas as melhorias que a Google está a preparar para o Google Maps. Depois de ter estreado o modo Live View que permite navegar nas estradas em modo de realidade aumentada, bastando apontar o smartphone nas diversas direcções para facilmente sabermos para onde temos que ir, o Google Maps aplica essa mesma tecnologia também para a navegação no interior de edifícios, começando por aeroportos, estações, e centros comerciais.
Se estiver prestes a viajar de avião ou de comboio, o Live View pode ajudá-lo a encontrar o elevador e as escadas rolantes mais próximas, a sua porta de embarque, a plataforma, o local de recolha de bagagem, balcões de check-in, bilheteira, casas de banho, multibancos e muito mais. As setas e as instruções indicam o caminho certo. E se precisar de comprar algo no shopping, use o Live View para ver em que andar fica uma determinada loja e saiba como chegar até lá rapidamente. O Live View indoor está disponível para Android e iOS em vários shoppings em Chicago, Long Island, Los Angeles, Newark, São Francisco, São José e Seattle. O Live View indoor estará disponível nos próximos meses em aeroportos, shoppings e estações de transporte público selecionados em Tóquio e Zurique e em outras cidades.


Para os que se preocupam com qualidade do ar e condições atmosféricas, existe uma nova layer que disponibiliza informação relevante:
Com a nova camada referente a clima, o utilizador pode ver rapidamente a temperatura atual e prevista e as condições climatéricas numa determinada área - para que nunca seja surpreendido com chuva sem ter o seu chapéu de chuva. E a nova camada com informações sobre a qualidade do ar mostra como o ar é saudável (ou insalubre) - informações que são especialmente úteis se o utilizador sofre de alergias ou se está numa área com fumo ou com risco de incêndio. Dados de parceiros como The Weather Company, AirNow.gov e o Central Pollution Board alimentam essas camadas que vão começar a ser implementadas no Android e iOS ao longo dos próximos meses. A camada acerca do clima vai estar disponível globalmente e a camada sobre a qualidade do ar será lançada na Austrália, Índia e EUA, com mais países muito em breve.

O Google Maps também passará a ter em conta as opções de transporte mais ecológicas, indicando as potenciais poupanças a nível das emissões de CO2 entre diferentes métodos de transporte e rotas. E também indicar zonas de baixas emissões que possam estar sujeitas a restrições de circulação (por exemplo, apenas para veículos eléctricos).

A maioria destas coisas por agora será lançada apenas em determinados países ou regiões, mas com a promessa de que serão expandidas globalmente no futuro. Por isso, poderá demorar ainda muitos meses até que tal se venha a fazer notar por cá.

Sem comentários:

Publicar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]