2021/03/02

NFTs fazem disparar arte digital

Existe uma nova palavra que está a tornar-se viral - NFT - e que já está a fazer render milhões no mundo da arte digital, com tecnologia emprestada das criptomoedas.

Todos estão familiarizados com os valores astronómicos que peças de arte atingem em leilões. São peças únicas, que os seus donos (ou museus) guardam com todas as precauções. Mas quando se fala de arte digital, as coisas mudam de figura, pois uma imagem digital pode ser replicada infinitas vezes sem qualquer diferência para a original, e é aí que entram os NFT.

Os NFT (Non-fungible token), que me fez descobrir que fungível e infungível também existem na língua portuguesa, são tokens criptográficos que podem garantir a autenticidade de bens digitais. Isto está a permitir que artistas vendam imagens e vídeos por milhões. É que, apesar dessas mesmas imagens e vídeos poderem ser copiadas até à exaustão por qualquer pessoa, apenas o legítimo dono terá o NFT (token) que garante que o seu é o verdadeiro original.


É uma tecnologia que vai potenciar que mais e mais artistas das novas gerações invistam o seu tempo nas artes digitais, ficando depois ao critério de cada um se o valor de tais peças realmente se justifica - da mesma forma que já se aplicava a quem paga milhões por uma tela com alguns borrões de tinta, ou outros espécimes de arte moderna (ou clássica).

2 comentários:

  1. tecnologia muito útil, no entanto ridículos os valores que estão sendo negociados.

    ResponderEliminar
  2. Isto é muito porreiro, e pode provocar uma revolução no mundo das artes.

    ResponderEliminar

[pub]