2021/03/20

Satélite ELSA-d para limpar lixo espacial segue para o espaço

O ELSA-d da Astroscale vai finalmente para o espaço, para demonstrar a sua capacidade para limpar o lixo espacial, removendo satélites abandonados de órbita.

Com a órbita terrestre a ficar cada vez mais preenchida, e com dezenas de milhares de satélites a caminho nos próximos anos, por conta de mega-constelações como a Starlink da SpaceX, torna-se mais urgente que nunca ter sistemas que permitam limpar o lixo espacial sempre que tal for necessário. É precisamente isso o que esta missão ELSA-d (End-of-Life Service by Astroscale - demonstration) que demonstrar, usando micro-satélites.

Esta missão de demonstração vai lançar dois pequenos satélites, um que consiste no satélite de limpeza, e outro que servirá como exemplo do satélite "lixo". Depois de o largar em órbita, o satélite principal terá como objectivo encontrá-lo e ligar-se a ele, e posteriormente arrastá-lo para perto da atmosfera, onde ambos se desintegrarão na reentrada.


Embora não faça muito sentido (economicamente) estar a lançar satélites "suicidas" para destruírem outros, espera-se que no futuro este tipo de satélites de limpeza possam desempenhar as suas funções sem terem que se destruir, tendo capacidade para apanhar múltiplos satélites e arrastá-los para órbitas mais baixas onde farão a reentrada, mas sem que eles próprios sejam destruídos - pelo menos, enquanto puderem desempenhar as suas funções.

Sem comentários:

Publicar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]