2021/04/03

Google vai usar chip próprio no Pixel 6

Parece que a Google vai voltar a inspirar-se na Apple, e recorrer a um chip próprio para o próximo Pixel 6 em vez de recorrer à Qualcomm.

A Google pode ter escolhido o pior ano possível para fazer a transição dos Snapdragon da Qualcomm para um SoC próprio seu - com nome de código Whitechapel. Neste ano em que a produção de chips tem estado sob fortes constrangimentos que têm complicado a vida a todos os sectores da indústria, poderá ser o ano em que a Google decide seguir o caminho da Apple, criando os seus próprios chips específicos e afinados para as funções que deseja fazer; um caminho que já deu o salto dos iPhones e iPads para os Macs.

De igual forma, é de esperar que este transição por parte da Google não se vá limitar aos Pixel e também possa ser alastrada aos Chromebooks. Sendo que a grande questão é que, ao contrário dos iPhones e iPads, os Pixel não têm verdadeiramente expressão em termos de volume global que pareça tornar economicamente viável todo o processo de desenvolvimento e produção de um chip específico - algo que poderia ser auxiliado se esse custo fosse diluído também com uma variante para Chromebooks; e que seria uma jogada estratégica a médio e longo prazo.

Este chip GS101 da Google estará a ser desenvolvido em parceria com a Samsung, e deverá ser estreado no Pixel 6 deste ano, contando com hardware específico para segurança e machine learning, como de resto já vai sendo habitual também nos chips dos outros fabricantes. Resta esperar para ver se isto significará que começaremos a ver uma (ainda) maior divergência entre as funcionalidades que a Google irá lançar nos Pixel e entre todos os demais Androids.

1 comentário:

  1. Mais um item para sobrevalorizar um equipamento quando em tempos tiveram um Chip Titan M que pouco ou nada serviu para o Mercado dos Smartphones.

    ResponderEliminar

[pub]