2021/05/17

As paranóias das eliminações automáticas no Blogger

Usar uma plataforma como o Blogger da Google liberta-nos de muitas preocupações, mas ocasionalmente provoca algumas, como aconteceu num recente caso de eliminações paranóicas de posts publicados, sem possibilidade de apelo.

Quem nos segue há algum tempo saberá que o Aberto até de Madrugada e demais blogs da família estão alojados na plataforma Blogger da Google (com excepção do Pela Estrada Fora, que está em WordPress). É uma plataforma antiga e que nem sempre recebe a atenção que deveria (exemplo: os backups estiveram quase dois anos sem funcionar, obrigando a fazê-los via Google Takeout), mas que continuo a apreciar e a considerar que vale a pena face ao total descanso que dá a nível de 0% de preocupações com actualizações, falhas de segurança, etc. sem prejuízo de todas as vantagens que outras plataformas mais modernas oferecem.

Mas, por vezes surgem algumas surpresas, e nos últimos dias deparamos-nos com uma que nunca tínhamos visto antes: uma eliminação em bloco de mais de uma dezena de publicações.
Era um dia como qualquer outro, mas ao espreitar o email deparei-me com quase duas dezenas de emails do Blogger a indicar que uma série de posts publicados no Apps do Android tinham sido eliminados. Nunca tal tinha acontecido, e os únicos avisos que por vezes recebemos têm a ver com a apresentação de publicidade em qualquer post que refira palavras sexuais, como o recente do Ebay, e que a Google insiste em considerar que são "indecentes" apesar de nada terem de impróprio.

Neste caso, os emails afectavam uma série variada de posts, já publicados há algum tempo, que não fazia antever qualquer elemento coincidente que pudesse explicar tal operação. E ao abrir cada email, a justificação era a de que os mesmos violavam as regras da plataforma, e que o motivo era "Malware and Viruses"!

Ora, não tendo havido qualquer alteração a estes posts, e a única parte dinâmica do site a ser a publicidade que é a própria Google que apresenta, era intrigante tentar perceber porque motivo tal teria acontecido. A única explicação era a de que, por qualquer motivo, estas páginas tivessem apresentado uma publicidade maliciosa, fornecida pela própria Google, e tivessem sido marcadas injustamente como tal. Para piorar, e como infelizmente é habitual neste tipo de coisas, estes emails nem sequer indicavam qualquer forma de apelo: era algo que estava feito, dado por garantido, e arrumado!

Nota adicional para que a Google nem sequer se tinha dado ao trabalho de "despublicar" os posts, permitindo que fossem analisados ou revistos - tinham sido eliminados sumariamente, impedindo qualquer tipo de análise.

Estava eu ainda a tentar perceber como lidar com o problema, e a imaginar que isto poderia muito bem ser o prenúncio de horas mais tarde, receber uma dose de milhares de emails a dizer que mesmo tinha sido feito para uns milhares de outras publicações, quando recebo efectivamente um novo lote de emails do Blogger; mas desta vez a dizer que os posts em questão tinham sido restaurados e estava tudo de volta ao normal. Detalhe adicional: nem um pedido de desculpa, nem uma justificação porque tal terá acontecido.

Fico feliz por tal ter ficado resolvido; fico preocupado por isto ter acontecido desta forma e fazer temer que se possa repetir a qualquer momento no futuro. No passado, já fiquei imensamente desiludido com a utilização do YouTube, em que consistentemente somos tratados como criminosos por culpa de supostas violações de direitos de autor que são erradas ou abusivas. Espero que este policiamento igualmente abusivo não se comece a tornar prática habitual no Blogger. De qualquer forma, os backups estão feitos, e prontos para qualquer eventualidade.

6 comentários:

  1. Incrível a todos os níveis.

    Obrigado pela partilha desta situação Carlos. Pelo menos, que haja publicitação da coisa e, se possível, algum debate.

    Onde iremos parar...? 🤔

    ResponderEliminar
  2. É por isso que muitos optam por ter a sua própria plataforma, por vezes até em servidores dedicados comprados por eles mesmos e colocados em centros de dados de terceiros e por vezes colocados em instalações próprias para garantir que não há interferência de terceiros nos conteúdos em circunstância nenhuma sem pelo menos terem conhecimento prévio e possibilidade de se defenderem de facto.

    ResponderEliminar
  3. Nunca repararam que a Google como empresa não tem qualquer serviço de apoio a cliente? Exactamente porque não tem clientes. Tem produtos: Todos nós e os nossos dados!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso é falso, a Google tem ou pelo menos tinha, eu já contatei diretamente com um funcionário via email.
      Existem muitas outras empresas do mesmo "tamanho" que efetivamente nem um formulário para reportar problemas têm.

      Eliminar
  4. Talvez seja mais um sinal que está mais que na hora de migrar o Aberto até de Madrugada para uma plataforma onde possas ter total controlo sobre ele, Carlos... Tá na hora :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Apoio a ideia. Deixo a sugestão de um crowdfunding para o Carlos poder manter a independência, seria muito mau se vendesse a alma ao "Sapo" ou outra coisa qualquer.

      Eliminar

[pub]