2021/05/20

Galaxy Watch com Wear OS 3.0 pode estrear chip de 5nm

Após a revelação da aliança do Wear OS com a Samsung, chegam rumores que o próximo Galaxy Watch 4 pode estrear um novo chipset de 5nm para cumprir as promessas feitas.

Na sessão de abertura do Google I/O 2021 a Google anunciou uma nova era para o Wear OS 3.0, agora em parceria com a Samsung. Foi a explicação que faltava para perceber os rumores que indicavam que a Samsung iria abandonar o Tizen nos seus smartwatches a adoptar o Wear OS, mas que também chegou com a promessa que este novo Wear OS iria aproveitar as melhores partes do Tizen para conseguir, principalmente, prolongar a autonomia.

Agora também ficamos a saber que esse objectivo poderá não ser conseguido apenas à custa do sistema, pois aparentemente a Samsung vai estrear um novo chipset de 5nm para os seus novos Galaxy Watch 4 e Active 4.

A confirmar-se, seria um grande avanço, já que a maioria dos smartwatches Wear OS tem usado o Snapdragon Wear 2100 ou 3100, que são chips produzidos com tecnologia de 28nm. O salto para um chip de 5nm teria vantagens substanciais tanto a nível de desempenho como, e de maior interesse para esta classe de produtos, nos consumos. Se esta nova geração de smartwatches Wear OS conseguisse aproximar-se de uma autonomia para 4 ou 5 dias (para não dizer uma semana), em vez dos 1 ou 2 dias a que se está habituado, seria uma excelente forma de os tornar mais apelativos, até mesmo face ao inevitável Apple Watch.

1 comentário:

  1. No meu TickWatch Pro 3 GPS consigo 3 a 4 dias, com quase tudo ligado, a única exceção é o Wi-FI, se esta nova versão do Wear chegar a este modelo acredito que possa chegar a uma semana sem ser necessário carregar

    ResponderEliminar

[pub]