2021/05/23

Honda lança programa de peças "RC30 Forever"

A Honda vai lançar na Europa um programa de peças genuínas de substituição "RC30 Forever", após implementação bem-sucedida no Japão no ano passado.

A Honda deu início a este programa "RC30 Forever" depois de ter algumas reuniões com clubes de proprietários de RC30 estabelecidos no Japão e na Europa; nessas reuniões, os proprietários expressaram uma forte intenção de manter estas motos icónicas na estrada e nas melhores condições, usando peças genuínas de substituição Honda. O foco principal do programa é dar oportunidade aos proprietários deste modelo icónico para poderem conduzir a RC30 sempre com segurança e confiança.

De acordo com este programa, a Honda vai produzir cerca de 150 peças genuínas de substituição para a RC30, que abrangem o motor, o chassis, a ciclística e os sistemas electrónicos. Estes componentes foram escolhidos com base nos pedidos dos proprietários e na experiência de diversos especialistas do departamento de R&D e também das fábricas da Honda.

As peças estarão disponíveis para encomenda nos concessionários autorizados europeus, já a partir deste mês.

A VFR750R (RC30)

A lendária RC30 foi apresentada pela primeira vez no Salão Automóvel de Tóquio em 1987, chegando à Europa em 1988. Limitada a aproximadamente 5.000 unidades em todo o mundo, este modelo foi criado para cumprir as regras de homologação exigidas para competir no então recente Campeonato Mundial de Superbikes.

Produzida à mão na fábrica de Hamamatsu, a RC30 estava equipada com um motor V4 a 90° de 748 cm³ com arrefecimento por líquido, e apresentava toda a tecnologia de ponta da época – uma abordagem nunca vista até então. Os engenheiros de desenvolvimento da Honda usaram materiais exóticos, tanto quanto possível, como fibra de carbono, kevlar e magnésio em toda a moto. O motor apresentava bielas em titânio e uma embraiagem deslizante, que funcionava em conjunto uma caixa de velocidades de relações altas, tipicamente de moto de competição. As rodas e os travões eram do tipo de "montagem rápida" e a suspensão era totalmente ajustável, à frente e atrás. A moto destacava-se pelo seu inconfundível monobraço oscilante Pro-arm, concebido para facilitar a mudança rápida da roda traseira em contexto de corrida.

O legado da RC30 foi cimentado quando este modelo venceu o Campeonato Mundial de Superbikes em 1988 e em 1989 pilotada por Fred Merkel. O modelo também obteve vitórias em diversas corridas nacionais e internacionais, incluindo vitórias na Ilha de Man nas mãos de pilotos famosos como Joey Dunlop, Carl Fogarty, Steve Hislop e Philip McCallen.

[Artigo publicado originalmente no Pela Estrada Fora]

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]