2021/05/27

Saída da LG faz cair preço dos usados

Com a saída da LG do segmento dos smartphones, a "prenda final" para os seus clientes é uma queda a pique no preço da venda dos modelos usados.

Não se pode dizer que a LG fosse das marcas que tivesse melhor valor de revenda; e na verdade sofria frequentemente do síndroma de redução de preços, em que lançava um novo modelo a um preço exorbitante, para passadas umas poucas semanas oferecer uma redução de preço significativa que angustivava quem tivesse pago o valor inicial. Foi algo que também se verificou com o LG Wing, que passou de um preço de 890 euros para 333 euros(!), embora neste caso com a desculpa da saída do mercado.

Só que, com essa saída, o fenómeno está a fazer-se sentir ainda mais no preço dos modelos LG em segunda mão, que estão a sofrer uma queda ainda mais acentuada.
Modelos como o LG V40 ThinQ de 2018, que custava $900, vale agora apenas $69 em "boas condições". E o LG V50 ThinQ e 2019, que custava $1000, fica-se pelos $87.

Até modelos mais recentes, de 2020, como o LG Wing de $999 e o V60 ThinQ de $899, não escapam a esta razia, ficando-se por valores de $250 e $248 respectivamente. E isto para não falar dos modelos mais económicos, como o K31 de $150 que após um ano vale apenas $15.

É certo que a LG se comprometeu a lançar actualizações para os topo de gama, incluindo a promessa de fazer chegar o futuro Android 13 ao LG Wing e LG Velvet; mas para todos os outros smartphones LG que ficarem sem actualizações, o melhor será não terem qualquer esperança de receberem qualquer valor decente caso estejam a pensar vendê-lo para comprarem o próximo smartphone.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]