2021/06/10

Google usa AI para criar chips melhor organizados

A Google está a usar a sua experiência em A.I. (Inteligência Artificial) para desenhar chips com organização mais eficiente e completamente diferente da forma "humana" que tem sido usada.

Já vimos a Google a usar AI para vencer jogos que se pensava que nunca seriam vencidos por máquinas contra humanos (como o AlphaGo) mas desta vez a aplicação é algo com implicações mais directas no mundo real. A Google criou um sistema de AI para fazer o posicionamento dos componentes nos chips, uma tarefa que se tornou exponencialmente mais complicada à medida que estes foram ficando cada vez mais complexos.

Aquilo que vemos como um chip é, hoje em dia, composto por dezenas ou centenas de módulos e componentes. Temos coisas como o CPU, GPU, memória, interfaces, blocos especializados para processamento seguro, aceleradores de operações de machine learning, etc. Podemos pensar nisto como blocos lego de diferentes dimensões que têm que ser colocados da forma mais eficiente na mínima área possível - mas com a agravante de que todos eles têm que ficar interligados, o que significa que não será boa ideia colocar alguns deles muito afastados, ou com outros pelo meio. Tudo isto resulta numa gigantesca dor de cabeça de infinitas possibilidades, que a Google está a tentar resolver deixando que sejam as máquinas a decidir.
Ao contrário da organização feita por humanos - mais concretamente, usando ferramentas que auxiliam esse posicionamento, mas que continuam a seguir regras lógicas programadas por humanos - este sistema AI da Google aplica a sua inteligência artificial e produz chips com organizações que parecem não fazer qualquer sentido para nós. No entanto, é esse o resultado da aprendizagem feita pelo sistema, com base nos milhares de milhões de tentativas que vai experimentando, continuamente tentando aprender mais e melhor. Isto poderá resultar numa verdadeira revolução na forma como os chips são desenhados, e dar origem a chips mais eficientes.

Já dou por mim a imaginar quando aplicarem o mesmo conceito aos carros autónomos, dizendo-lhes para eles criarem as suas próprias regras para transportes mais eficientes, e eles decidirem que não faz sentido haver faixas separadas com sentidos únicos. :)

3 comentários:

  1. E o cérebro humano será que tem as várias partes na melhor posição possível? ;)

    ResponderEliminar
  2. *"mais bem" organizados
    Melhor = "mais bom"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Escrever de madrugada por vezes tem efeitos neurológicos "mais bem piores". :)

      Eliminar

[pub]