2021/06/02

UC Browser apanhado a enviar informação para a China (novamente)

O UC Browser da Alibaba, um browser usado por centenas de milhões de pessoas, foi removido da App Store após ser apanhado a enviar informação sobre as páginas visitadas até mesmo quando se usa o modo incógnito.

O UC Browser é o quarto browser mais popular no segment mobile, com mais de 500 milhões de downloads na Play Store, seguindo-se ao Chrome, Safari e browser da Samsung, e que, tal como todos os browsers modernos, disponibiliza um modo "incógnito" em que promete não guardar qualquer registo sobre a actividade dos utilizadores. No entanto, não é isso que está a acontecer, como revelou um investigador de segurança, que descobriu que o UC Browser envia informação detalhada das páginas e dos equipamentos para servidores na China, mesmo quando se utiliza o modo incógnito.
Se o caso faz recordar alguma coisa, é porque em 2017 já passamos por algo parecido, com o UC Browser a ter sido removido da Play Store por se suspeitar que estivesse a espiar os smartphones dos utilizadores, mesmo quando não se estava a utilizar o browser. Desta vez o caso não chega a tal ponto, mas continuará a ser preocupante que um browser que prometa um modo incógnito esteja a enviar essa informação para fora.

É desde já previsível que a UC Web (a subsidiária da Alibaba responsável pelo UB Browser) explique a situação dizendo que se trata de uma medida de segurança e que só faz isto para alertar os utilizadores no caso de visitarem páginas de phishing ou com malware - sendo fácil arranjar mil e uma desculpas para o envio desta informação. Mas isso não explicaria porque motivo também seria preciso enviar informação sobre a localização dos utilizadores, ou detalhes sobre os seus equipamentos.

Neste momento o UC Browser já não está disponível na App Store, mas ainda aparece disponível na Google Play Store.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]