2021/07/16

Análise ao TCL 20 Pro 5G


O TCL 20 Pro 5G é a evolução natural do modelo lançado pela marca chinesa em 2020, com a TCL a seguir uma política em tudo semelhante à que tinha vindo a praticar, com tudo o que de bom (e menos bom) isso acarreta.

Unboxing



A caixa apresenta um grafismo e arranjo diferente dos restantes equipamentos da série 20, com a TCL a preferir uma gravação a dourado na tampa frontal.


O smartphone, protegido por um invólucro em plástico, surge em primeiro plano.


Por baixo deste, os acessórios, com a TCL a disponibilizar uma sempre útil capa de plástico, que poderá evitar dissabores num inesperado, mas muito frequente, contacto frontal com o asfalto.


O carregador, com uma potência máxima de 18W, fica-se pelo limite inferior daquilo a que se considera de momento um carregamento rápido.

Como curiosidade, o facto de a TCL manter a aposta no leque ainda habitual de acessórios, disponibilizando uns auriculares, com um bom nível de acabamento. 
 

O TCL 20 Pro 5G


Em termos de design, temos um quase irmão gémeo do TCL 10 Pro. A marca chinesa a apresenta um equipamento com linhas em tudo idênticas ao modelo lançado em 2020, se bem que com diferenças nas dimensões. O TCL 20 Pro 5G é mais fino (0,4mm) mas mais largo e comprido (0,6mm e 5,7mm, respectivamente), com o peso a passar para as 190g (+13g), o que acaba por estar em linha com a actual tendência pelos smartphones mais compridos.


O posicionamento das portas repete o layout do TCL 10 Pro, com a lateral inferior a apresentar o slot para os cartões SIM, a porta USB-C, um microfone e uma grelha para saída de som.


Na lateral oposta, mais um micro, sensor de infravermelhos e a já pouco usual entrada para um jack de 3,5mm.

À direita, os botões de volume e power, com este último a apresentar uma pequena concavidade a vermelho, o que lhe dá um toque de requinte.


Do lado esquerdo, a smart key, que curiosamente, volta ser inteligente (voltaremos a este tema mais à frente).


Apesar de ficar mais alongado, o TCL 20 Pro 5G continua a ser um equipamento fácil de manusear, com a curvatura do vidro traseiro e frontal a facilitarem o encaixe na mão.


As margens são reduzidas, sobretudo as laterais, com a curvatura do vidro a ajudar a esconder as mesmas. Em cima, um furo no ecrã para a câmara frontal e uma pequena grelha para uma saída de som.


A zona inferior da frente apenas contempla uma margem, um pouco maior que a superior.


O sensor de impressão digital continua a apresentar-se sob o ecrã, mantendo uma localização próxima da margem inferior, o que acaba por ser pouco cómodo para quem segura o telefone com apenas uma mão, obrigando a uma maior ginástica com o polegar.


A traseira é a área que apresenta maiores diferenças. O bloco de câmaras troca um arranjo horizontal por um vertical, mantendo-se uma faixa a enquadrar o quarteto, desta vez mais larga e a acompanhar o comprimento do smartphone.

 

Em utilização

Em 2020 a TCL apostou numa fórmula que foi alvo da nossa crítica, com a escolha dos processadores a ser no mínimo, questionável. O modelo Pro aprestou um processador Qualcomm Snapdragon 675 de 11 nm, ao passo que o modelo 5G teve direito a um bem mais interessante Snapdragon 765G 5G de 7nm.


Para 2021, a TCL repôs a mão, baralhando e distribuindo de novo, desta vez de uma forma bem mais consensual. O TCL 20 Pro 5G em análise recebeu o Snapdragon 750G 5G de 8 nm e o TCL 20 5G um Snapdragon 690 5G de 8 nm. Se em termos de portefólio a questão fica bem mais equilibrada, o mesmo não se pode dizer relativamente ao modelos de CPU escolhidos pela TCL. Apesar de apresentar núcleos Kyro 570 (mais recentes que os Kyro 475 do Snapdragon 765 5G), a velocidade de frequência dos núcleos é inferior, tal como a GPU utilizada, Adreno 619 no TCL 20 Pro vs Adreno 620 no TCL 10 5G. O processo de fabrico de 8nm acaba por não contribuir para uma melhoria do consumo energético, ficando a perder para o 7nm do Snapdragon 765 5G.

Na prática, o TCL 20 Pro 5G apresenta uma melhoria quando comparado com o TCL 10 Pro, mas o mesmo não se pode dizer quando entrarmos em linha de conta com o TCL 10 5G, com o Snapdragon 765 5G a disponibilizar um rendimento bruto ligeiramente superior. 

TCL 20 Pro 5G vs TCL 10 Pro vs TCL 10 5G
GeekBench 5


PCMark

Os núcleos Kyro 570 mostram aqui a sua vantagem face aos seus antecessores, com o TCL 20 Pro 5G a levar vantagem.


3DMark - Sling Shot Extreme

O mesmo já não se passa com a GPU, com a Adreno 619 do TCL 20 Pro 5G a bater claramente a Adreno 612 do TCL 10 Pro, ficando no entanto a perder em larga escala para a Adreno 620 do TCL 10 5G.

GeekBench 4 Pro

Em termos de autonomia, a passagem de um processo de fabrico de 11nm para os 8nm, assim como a utilização de núcleos Kyro mais eficientes permitiu a obtenção de resultados bem mais interessantes comparativamente ao TCL 10 Pro, se bem que ainda assim, inferiores aos registados pelo TCL 10 5G. 

 
(TCL 10 Pro omisso)
PCMark

O processo de fabrico (7nm) do Snapdragon 765G do TCL 10 5G mostra aqui a sua vantagem, com os núcleos Kyro 570 do Snapdragon 750 a não conseguirem superar o desempenho energético dos Kyro 475 que equipam o primeiro.

A ligeira vantagem do Snapdragon 765G face ao Snapdragon 750 nos testes de desempenho,  acaba no entanto por não ter reflexo na utilização do dia a dia, com o TCL 20 Pro 5G a não comprometer, mesmo nas situações em que o poder de processamento é mais exigente.


AndroBench
CPDT Benchmark

O armazenamento, ainda UFS 2.1, está sensivelmente ao nível do TCL 10 5G, isto quando se exigia uma melhoria de desempenho com uma passagem para o UFS 3.1.



O ecrã AMOLED é um dos destaques, disponibilizando cores fortes e vibrantes, que poderão ser ajustadas ao gosto do utilizador, através da configuração da tecnologia NXTVISION, que continua a marcar presença nesta segunda geração de smartphones TCL para o mercado Ocidental.
 

A curvatura do ecrã, útil em termos ergonómicos, acaba por não acrescentar valor em termos de visualização de conteúdos. Os OEM continuam a apostar neste modelo de ecrã, mas já há marcas que estão a voltar à formula anterior, mantendo a curvatura com o corpo ou apenas no vidro frontal, com o ecrã a não chegar à margem. Mantêm o conforto em utilização, não comprometendo a área de imagem disponível, pelo que é bem provável que estes ecrãs curvos tenham os dias contados.

A opção por um sensor digital sob o ecrã é cada vez mais opção para os equipamentos topo de gama, com a TCL a seguir este caminho com o TCL 20 Pro 5G, tal como já o havia feito no TCL 10 Pro. O desempenho melhorou um pouco, mas no caso deste TCL 20 Pro 5G, ainda está longe de se poder constituir como uma opção preferencial face aos sensores na lateral ou traseira do smartphone. O seu posicionamento continua a não ser o mais prático, com a TCL a manter o sensor na zona inferior do ecrã, ao invés de optar por uma localização mais central, em linha com a posição natural do polegar, quando se segura no smartphone com uma mão.

A smart key volta a marcar presença, sendo que desta vez regressa a um modo verdadeiramente inteligente, com o utilizador a poder definir acções para três níveis de pressão, tornando este botão bem mais interessante em termos de utilização, não ficando limitado ao assistente da Google.


O TCL 20 Pro 5G apresentou-se, como de resto se exigia, com a interface TCL UI a correr sobre Android 11. De referir que a marca chinesa se associou à Google no desenvolvimento do Android 12, tendo disponibilizado uma versão beta da próxima versão do Android, mostrando desta forma o seu empenhamento na disponibilização de mais atualizações, em tempo útil, pelo menos ao que este modelo diz respeito.


As câmaras

Ainda longe dos resultados obtidos pelos topo de gama dos grandes players, a TCL conseguiu com o TCL 20 Pro 5G um resultado bastante interessante no índice DxOMark, obtendo a segunda posição no segmento de gama alta, ficando a 1 ponto do Xiaomi Mi 10T Pro 5G.

Quatro câmaras sem qualquer saliência, algo pouco visto hoje em dia!

Em termos práticos, o utilizador pode contar com um quarteto de câmaras em que a macro continua a ser um extra dispensável, conseguindo o restante trio apresentar resultados de boa qualidade, quando a curtas distâncias, com a ausência de uma lente telephoto a fazer-se notar nas médias e longas distâncias.



TCL 20 Pro 5G

O modo noite apresenta resultados aceitáveis, podendo os utilizadores mais experientes instalar uma versão compatível da Google Camera, para obter resultados bem mais interessantes em termos de qualidade de imagem.


A interface da câmara não apresenta novidades. À esquerda temos uma fila de ícones com os filtros (em tempo real), controlo do flash, temporizador, HDR, formato da imagem e definições. À direita, ou na zona inferior do ecrã, consoante a sua orientação, uma fila de modos de fotografia / vídeo e uma segunda fila, com um ícone para alterar a câmara traseira e frontal, o botão de disparo, atalho para o Google Lens e o acesso à galeria. Na zona inferior do ecrã, um ícone para acesso ao zoom.




Apreciação final


A segunda geração de equipamentos TCL a ser lançada no mercado ocidental, seguiu os princípios utilizados na produção dos equipamentos da série anterior. Hardware equilibrado, com um processador a apresentar um desempenho quanto baste, sem no entanto deslumbrar. Um ecrã de excelente qualidade, muito agradável para o consumo de conteúdos multimédia e um versátil quarteto de câmaras, acompanham um design renovado, que aposta na simplicidade de linhas para garantir um forte primeiro impacto no consumidor.

O TCL 20 Pro 5G surge assim com um leque de especificações muito interessante, que apenas continua a não ter no preço um reflexo directo, com os €550 de preço médio a colocarem este smartphone em dificuldades perante a oferta do restante contingente chinês. Esta deverá no entanto ser uma situação temporária, com o preço a poder vir a descer nos próximos meses, algo que a acontecer irá colocar este smartphone numa situação bem mais confortável perante a concorrência (na realidade já pode ser encontrado por €449 na Amazon).

Com Android 11 de origem e o Android 12 já em fase beta para testes, o TCL 20 5G será um equipamento a ter em conta por quem valoriza a questão do software, área onde a TCL tem vindo a apresentar um desempenho bem mais interessante, havendo no entanto ainda margem para melhorias.

TCL 20 Pro 5G
 Quente

Prós
  • Design
  • Android 12 garantido

Contras
  • Velocidade do armazenamento
  • Ausência de câmara telephoto


TCL 20 Pro 5G

Quente (4/5)

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]