2021/08/25

10 anos de Tim Cook à frente da Apple

Depois dos 5 anos de Tim Cook, chegamos ao seu 10º aniversário à frente da Apple, e as coisas não podiam estar melhores.

Há cinco anos, temia-se que a Apple pudesse estar no seu auge e que se seguria um declínio. Receios que não podiam estar mais distantes da realidade. Os iPhones, apesar das suas melhorias poderem parecer reduzidas de geração para geração, continuam a ser um enorme sucesso (só os iPhones, hoje, facturam mais do que a totalidade da Apple em 2011); e a isso junta-se a família iPad e o Apple Watch. Entretanto, a Apple expandiu-se para os serviços de streaming com o Apple TV+, fitness e outros. O resultado? Se tivessem comprado 1000 euros de acções no dia em que Tim Cook se tornou CEO da Apple em 2011, actualmente valeriam quase 13 mil euros (tendo em conta as divisões de acções que foram feitas, etc.)
A Apple está também em processo de transicção de toda a sua linha Mac para os seus próprios CPUs ARM, numa medida que pode pôr em risco o futuro da Intel nos desktops, sector onde tem dominado desde os tempos do IBM PC. Mas, acima de tudo, existe muita curiosidade em saber o que irá sair dos projectos de óculos de realidade aumentada da Apple, que vão sendo prometidos para os próximos anos, assim como o Apple Car.

Mas nem tudo é positivo. A Apple está actualmente metida num sarilho de privacidade com as suas intenções de espiar as fotos que os utilizadores têm nos seus smartphones; enquanto do lado de fora, enfrenta múltiplas frentes de batalha a propósito de manter o acesso aos iPhones e iPads fechados na sua App Store e com a sua comissão de 30%.

Veremos como as coisas estarão daqui por mais cinco anos; mas se forem fãs da marca e tiverem 1000 euros a mais... talvez não seja má ideia metê-los na Apple.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]