2021/08/02

Android 2.3.7 perde login Google em Setembro

O velhinho Android 2.3.7 Gingerbread vai deixar de conseguir fazer login nos serviços Google a partir de 27 de Setembro de 2021.

Dez anos após o seu lançamento, a Google acha que está na altura de cortar o acesso ao velho Android Gigerbread, que começou por ser lançado como Android 2.3 em Dezembro de 2010, e teve como versão final o Android 2.3.7 em Setembro de 2011. Foi a versão do Android que acompanhou o Nexus S, e que também estreou o suporte para NFC na plataforma. Mas, como se pode imaginar, há muito que deixou de ser aconselhável a sua utilização.

Numa altura em que até os Android mais recentes estão dependentes de imprescindíveis actualizações de segurança mensais, facilmente se podem imaginar os riscos de usar um sistema com 10 anos de idade. E precisamente essa (falta de) segurança que leva a Google a dizer o adeus ao Android 2.3.7 e mais antigos, deixando de ser possível utilizar esses equipamentos para fazer sign-in nos seviços Google como o Gmail, Google Maps ou YouTube, a partir de 27 de Setembro (2021).

Isto não quer dizer que tudo esteja perdido. Quem tiver um desses equipamentos, por muito desaconselhado que seja, poderá continuar a utilizá-los, mas só até à proxima vez que tiver necessidade de validar a sua conta, ou fizer um reset do smartphone. E apesar de, por agora, o Android 3.0 ainda se manter funcional, será muito mais recomendado que considerem a troca para um smartphone com uma versão do Android bastante mais actualizada.

2 comentários:

  1. Grande nexus s!!!! Esse wallpaper era a loucura em 2010 haha.

    O meu primeiro android foi um GalaxyS2 e que grande maquina !!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu primeiro Android foi um Huawei U8800 ideos X5 em segunda mão que já vinha com ROM alterada para Android 4.qualquer-coisa.

      Depois, Samsung S2, mais tarde S3, depois S4 e por último (até agora) um OnePlus 5.

      O S4 ainda é muito usado para controlar altifalantes Sonos e TV através de infravermelhos (coisa que o OnePlus 5 não tem...)

      Até hoje, nunca gastei mais de 90 euros por um telemóvel.

      Eliminar

[pub]