2021/09/01

Qualcomm aptX Lossless promete áudio wireless com qualidade CD

A Qualcomm tem um novo sistema que promete finalmente equiparar os headphones Bluetooth à qualidade dos headphones com cabo, ou ficar lá perto, com o aptX Lossless.

Os fabricantes de smartphones foram rápidos a abandonar as fichas dos headphones e dependerem quase exclusivamente do Bluetooth (os headphones USB-C continuam a ser uma aventura), mas com isso chegou também um grande retrocesso na qualidade sonoro. Um retrocesso que poderia nem ser audível em earphones ou headphones de baixo custo, mas que rapidamente se fazia notar ao se usarem headphones mais capazes, ou a transmitir o áudio para um sistema HiFi. Ao longo dos anos a qualidade do áudio via Bluetooth foi melhorando, com o aptX a representar a melhor qualidade que era possível, e que agora irá melhorar com o aptX Lossless, extensão do aptX Adaptive.

Com o aptX Lossless, a Qualcomm promete ser capaz de transmitir áudio de qualidade CD 16-bit / 44.1 kHz, sem compressão, através de Bluetooth. Com este sistema é possível atingir transferências de até 1 Mbps, superando por pouco o LDAC da Sony, que se fica pelos 990 kbps. Se estão a pensar que a matemática não bate certo, pois um CD áudio tem habitualmente 1.4 Mbps, têm razão. A Qualcomm continua a usar compressão, mas é compressão lossless, sem perda de qualidade.

No entanto, esta prometida qualidade poderá entrar em conflito com as condições no mundo real. Em ambientes em que o espectro wireless esteja saturado, o sistema poderá reduzir a qualidade dinamicamente para valores até 140 kbps; para evitar os cenários de quebra constante de áudio, que seriam muito piores do que se resignar a ouvir algo com menor qualidade.

Os primeiros dispositivos com aptX Lossless deverão chegar ao mercado no início de 2022. E claro, podem sempre optar por aquela velha tecnologia chamada "cabo", que nos liberta de preocupações com espectro wireless saturados, recarregamento de earphones e headphones, e suporta a qualidade máxima que o hardware conseguir suportar.

1 comentário:

  1. Infelizmente vou ter de mudar para Samsung que é o único Android aceite na minha empresa. Qualquer topo de gama não tem jack nem rádio FM. Estou à espera do A52s para minimizar.

    ResponderEliminar

[pub]