2021/10/29

Facebook passa a Meta

O Facebook já revelou o seu novo nome - Meta - com o qual reforça a aposta num "metauniverse" que mistura a realidade real e a realidade virtual.

Procurando distanciar-se das polémicas do presente, às quais nem sequer fez referência, Zuckerberg tenta escapar dando-nos uma visão do futuro na qual tem vindo a apostar desde a aquisição da Oculus. Antecipando-se à ideia de que os mundos virtuais sobrepostos no mundo real serão a próxima fronteira na interacção homem-máquina, o Facebook Meta quer estar na linha da frente como pioneiro para essa nova era.

Por agora esse futuro é mostrado com o tipo de coisas que todos imaginamos ser possíveis mas que, ainda não o são, sendo possível interagir com avatars de outras pessoas tal como se estivessem realmente ali ao nosso lado; ou em casas onde o real e o virtual se tornam indistinguíveis - e que prometem acabar com o trauma de não se saber onde se pousou qualquer objecto, com o assistente virtual a poder mostrar-nos exactamente onde tudo está a qualquer momento.


Como ideia e projecto para o futuro, tudo muito bem. A questão é saber se toda a carga negativa que o Facebook tem acumulado ao longo dos anos, por conta de casos como o Cambridge Analytica ou as denúncias mais recentes de que deliberadamente manipulou os utilizadores mostrando-lhes conteúdos polémicos porque isso fazia com que ficassem mais tempo na plataforma, poderá ser perdoado ou esquecido ao ponto de se confiar esta empresa para controlar a nossa "realidade".

3 comentários:

  1. Not Metaverse. Metadata... ""

    ResponderEliminar
  2. Se já havia muita gente a usar óculos por causa do facebook, agora ainda vai haver mais

    ResponderEliminar
  3. Bela merta...
    Ups, é meta. 😳😳

    Peço desculpa..

    ResponderEliminar

[pub]