2021/10/25

Tesla Model 3 é o primeiro eléctrico a liderar vendas na Europa

A Tesla tem mais um motivo para ficar contente. O Tesla Model 3 é o primeiro automóvel eléctrico a ser o carro mais vendido na Europa, e também o primeiro carro não-europeu a fazê-lo.

Há muito que o Model 3 tem dominado as tabelas de vendas, mas normalmente apenas no segmento dedicado aos carros eléctricos. Mas desta vez não é disso que se trata: o Tesla Model 3 foi o mais vendido na Europa no mês de Setembro, em todos os segmentos, superando os habituais Renault Clio e VW Golf. Como curiosidade, é também o primeiro carro não-europeu a conseguir este feito.
É um bom sinal para a transição para os carros eléctricos, mas há outros factores que também ajudam a explicar esta vitória da Tesla, como a escassez de chips que tem causado a redução, ou até suspensão, da produção de inúmeros modelos, fazendo cair o volume de vendas e permitindo que o Model 3 obtenha um maior peso.

Em Setembro, na Europa, venderam-se quase 25 mil Model 3, seguido por 18 mil Renault Clio. Olhando apenas para os eléctricos, a Tesla domina com o Model 3 e Model Y nas primeiras posições, seguidos do VW ID.3 e Renault Zoe.

Vai ser interessante ver que impacto terá o início da produção da Gigafactory Berlim, assim como a aposta crescente da VW nos eléctricos, com o ID.3 e ID.4, que poderão ir convencendo cada vez mais europeus que vão enfrentando os preços elevados dos combustíveis.

6 comentários:

  1. Então quer dizer que nunca houve outro carro eléctrico mais vendido? O Model 3 é o primeiro carro eléctrico mais vendido? Que aconteceram aos outros? :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Portugues não é assim tão dificil. "O Tesla Model 3 é o primeiro automóvel eléctrico a ser o carro mais vendido na Europa", simplesmente significa que vendeu mais que qualquer carro, eléctrico ou a combustão. Vá, ler com atenção ajuda ;)

      Eliminar
    2. Juro que tentei perceber isso dessa forma. Mas não estava a encaixar :(

      Eliminar
  2. Não sei se viram a rant do director da Turbo sobre os preços e impostos nos carregamentos rápidos eléctricos, mas cá vai
    https://www.turbo.pt/post-facebook-carregamentos-ultrarrapidos/

    ResponderEliminar
  3. Ha pouco tempo fiz 350km + 350km sem com uma carrinha BMW 320, 95% dos kms em autoestrada, em cruise control de 140 km/h e gastei em gasóleo 40€, por isso estou boquiaberto com estes custos de carregamentos em eléctrico, já para não falar do inconveniente de fazer várias paragens, pois na BMW apenas abasteci feitos os 700 km.

    ResponderEliminar
  4. É, os preços de eletricidade estão parvos. Carregar em postos públicos fica perto ou mais caro que o equivalente em combustíveis fósseis. Financeiramente só faz sentido mudar para quem tiver possibilidade de carregar em casa ou no trabalho.

    ResponderEliminar

[pub]