2022/01/04

Google Photos troca backups de fotos/videos por limite de dados diário

A Google está a regressar às actualizações obtusas, removendo a capacidade de diferenciar entre backups de fotos e vídeo no Google Photos usando dados móveis.

É bastante infeliz chegar-se a um ponto onde, em vez de se aguardar a chegada de actualizações com a ansiedade de que coisas novas irão chegar, se passa a ter a ansiedade de que coisas é que irão arruinar. É esse o caso da alteração das opções de backups via dados móveis no Google Photos, por agora na versão para Android - mas devendo ser uma questão de tempo até que seja aplicado também na versão iOS.

O Google Photos disponibilizava uma opção que permitia seleccionar se se queria utilizar dados móveis para o backups das fotos, e outra opção para o backup dos vídeos. Mas com esta actualização, tudo isso desaparece, sendo substituído por selecção do limite de dados que se que quer usar por dia.
É uma alteração que não faz qualquer sentido, e ainda menos quando apresenta uma selecção de limite de dados de: nenhum, 5 MB, 10 MB, 30 MB, ilimitado - sabendo-se que um algumas fotos ou um pequeno vídeo rapidamente superarão esse limite! A querer ir por este caminho, que deixassem o utilizador definir o limite à sua vontade; mas mesmo assim seria um caminho errado. O Android já tem uma secção dedicada à gestão de dados e aos consumos, não faz qualquer sentido estar a complicar com mais limites de dados.

Por outro lado, a anterior diferenciação entre fotos e vídeos faz todo o sentido, pois muitos apreciarão a capacidade de manter as suas fotos imediatamente em segurança, mas deixando os vídeos (que facilmente ocuparão centenas de megabytes) para quando estiverem ao alcance de uma rede WiFi.

Pode não fazer diferença, mas nada como recorrer ao feedback da app e enviarem a vossa opinião para a equipa do Google Photos para saberem o que pensam desta alteração.

8 comentários:

  1. Isto é grande retrocesso...
    Ofusca a imagem e a grandeza do Google!
    A ser verdade!!!

    ResponderEliminar
  2. Ridículo! É triste ver o caminho que a Google escolheu.

    Pior é que não há alternativas... Porque estou já demasiado dependente do ecossistema deles.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. +1 aqui.

      Estou considerando seriamente montar um sistema caseiro de NAS com acesso à internet para desempenhar o mesmo serviço (leia-se "similar") ao do Google Fotos mas os riscos são tantos que quase desisto logo à partida...
      😑😬😟

      Eliminar
    2. Aconselho dar uma vista de olhos num synology que tem o serviço do dsphotos, é uma boa alternativa.

      Eliminar
    3. Eu tenho um sistema caseiro, mas mantenho o google photos porque a AI de reconhecimento de caras, lugares, etc. é fantástica e ainda não descobri paralelo.

      Eliminar
    4. Se quiseres montar um sistema caseiro com AI à semelhança do google photos podes dar uma vista de olhos no photoprism.

      Eliminar
  3. Sou cliente da MEO e só tenho 7 gigas por mês no telefone, por isso tenho de manter sempre os dados moveis desligados e só ligo quando preciso e não dá pra ver vídeos! Quando era cliente da NOS era ainda pior! Porca miséria!

    ResponderEliminar

[pub]