2022/01/25

Neil Young faz ultimato ao Spotify por causa de Joe Rogan

Neil Young quer remover toda a sua música do Spotify, acusando-o de conivência com a promoção de desinformação anti-vacinas Covid-19 de Joe Rogan.

Quando Spotify fez um contrato milionário exclusivo com Joe Rogan para o seu podcast, já deveria estar consciente de que a medida seria polémica, e agora essa polémica atinge novo nível com este confronto. A posição do Spotify tem sido a de tentar manter-se neutro quanto aos conteúdos que aloja, e de dizer que o podcast de Joe Rogan é apenas um como qualquer outro, mas essa desculpa poderá não resistir por muito mais tempo.

Neil Young não está sozinho. Há algumas semanas centenas de profissionais de saúde redigiram uma carta aberta ao Spotify a exigir que implementem regras contra desinformação, depois de Joe Rogan ter entrevistado o Dr. Robert Malone, um virologista já banido do Twitter por disseminar desinformação sobre Covid-19. Rogan tem sido, ele próprio apologista de tratamentos "alternativos", incluindo o da utilização de um medicamento veterinário para o efeito.

A saída da música de Neil Young poderá não ter muito impacto na clientela do Spotify, mas sem dúvida que a promoção de desinformação deixa o serviço em rota de colisão com a opinião pública e também a legislação que vai sendo preparada. Resta aguardar para ver se o Spotify mantém a sua posição de "neutralidade" mesmo perante tais casos, deixando a decisão para as entidades competentes que o possam obrigar a remover conteúdos, ou se toma uma posição mais proactiva que tem tardado em tomar.


Actualização: O Spotify removeu as músicas de Neil Young.

27 comentários:

  1. > incluindo o da utilização de um medicamento veterinário para o efeito.

    Será que o Google deverá também fechar este blogue por desinformação?
    A ivermecticina é um medicamento para humanos e como qualquer medicamento é usado também para animais (como também dou antibióticos ao meu cão). Não é por isso que as pessoas passam a dizer que os antibióticos são medicamentos para animais.

    Mas não acredites em mim. Acredita na OMS e na sua lista de medicamentos essenciais para humanos. (Página 6)

    https://apps.who.int/iris/rest/bitstreams/1374779/retrieve

    https://www.who.int/publications/i/item/WHO-MHP-HPS-EML-2021.02


    Outros medicamentos nessa lista também são usados para animais, mas para esses ninguém se importa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Achas mesmo que tendo em conta que a ivermectina é um remédio antiparasitário capaz de paralisar e promover a eliminação de vários tipos de parasitas, sendo principalmente indicado para o tratamento da oncocercose, elefantíase, pediculose (piolhos), ascaridíase (lombriga) e escabiose, deve ser tomado para combater um qualquer virus nomeadamente o que se designa por covid 19????
      Trata-te pá!

      Eliminar
    2. Eu nunca disse isso. Nada do meu comentário diz isso. Eu citei o ponto do artigo do Carlos, e depois expliquei que o que ele fez deveria ser considerado "desinformação".

      > incluindo o da utilização de um medicamento veterinário para o efeito.

      Se quiseres podemos dialogar sobre o ponto que fizeste, mas com a nota que esse é um assunto diferente. Se a Ivermectina "funciona" ou não para tratar COVID-19 é um diálogo importante mas não é a base do artigo original publicado. O artigo original fala em "censurar"/remover conteúdo quando este se encontra contrário das ideias das "entidades competentes" (aqui estou a usar mesma expressão do artigo original).

      Eliminar
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    4. @Atento eles estarem certos ou errados é irrelevante. Estamos a falar de um podcast entre um comediante e a uma pessoa que esteve envolvido na criação do método usado em algumas das vacinas atuais na luta contra o covid.
      Vamos censurar opiniões divergentes?

      Eliminar
    5. João Trindade,
      Tu é que fizeste considerações sobre a ivermecticina...

      Eliminar
    6. lol chegou mais um entendido em medicação, médico e em estudos.

      - Se a vasta maioria dos médicos não aprova o uso da ivermectina
      - Se os estudos que sairam eram fracos
      - Se estão a ser mais estudos

      então que direito tem o rogan ou qualquer outro de promover ideologias da conspiração E DESINFORMAÇÃO?
      zero.

      Eliminar
    7. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    8. Inês não querendo distorcer as tuas palavras, mas tu defendes que qualquer pessoa que vá contra a "vasta maioria" deva ser proíbida de ser entrevistada?

      Deverá ser também proibída de publicar um livro? Ou de falar em público?

      Quero entender teu ponto de vista, não por palavras na tua boca, por isso desculpa se destorci o teu ponto de vista, mas estou curioso de perceber melhor.

      Eliminar
    9. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    10. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    11. Luis Miguel Silva.. esse estudo que citaste, foi usado como exemplo de estudos que são fraude e de alto bias: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC8774052/


      Vẽs, acabaste de passar desinformação, tentando passar por inteliegente e ainda dizendo "Contra factos nao ha argumentos" usando um estudo falso, desmentido e incorrecto.

      Obrigada por nada.

      Eliminar
    12. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    13. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    14. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
  2. Essa carta aberta é a mesma que tinha tinha desinformação de quem era profissional de saúde?
    https://dossier.substack.com/p/270-doctors-called-out-joe-rogan?r=6a3x3&utm_campaign=post&utm_medium=web

    ResponderEliminar
  3. O Neil Young já nem sequer é dono dos direitos da sua própria musica, quando mais do direito de liberdade de expressão de terceiros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Liberdade de expressão? Lol...
      Porque será que isso é usado nesta merda de gente que pensa ser mais esperta que os que realmente estudam e confirmam, reconfirmam e voltar a confirmar n de vezes. A ciência não é feita de opiniões e nem sequer de estudos que não são confirmados por outras entidades de formas científicas e que seguem todos os passos para obterem dados reais para obter conclusões reais.

      Depois a julgar pela liberdade de expressão, então achas bem alguém fazer um documentário a explicar como se faz bombas com intuito de as usar por exemplo?
      Isso não tem nada a ver com liberdade de expressão. Depois falaste em terceiros mas esqueces te deles. A nossa liberdade termina quando está perturba a liberdade dos outros. E ter um podcast a desinformar criando perigo para milhões de terceiros vai contra a validade de usar a ideia liberdade de expressão.

      Depois vejam melhor a carreira desse médico, ele teve uma parte importante em certas coisas mas depois deve ter ficado louco ou isso, vejam só o que ele diz da sida.. e ganhou um prémio Nobel antes de "virar" se for o médico que penso.

      Mas isto tem tudo mais a ver com ser diferente, com fazer parte de um grupo que vê aquilo que os outros todos não vem, são únicos na sua mente.. acham se especiais e mais inteligentes por terem descoberto conspirações onde não existem.

      E acerca do Spotify, este tem que definir critérios e os seguir mesmo que sejam aplicados as suas maiores estrelas.

      Terceiro, o Joe Rohan é uma pessoa que me mete nojo há mais de 15 anos ou mais.

      Eliminar
  4. Carlos é melhor começares a tomar mão dos teus comentários, o facto de isto estar cheio de pessoas anti-vacinas com os seus argumentos de descrédito de quem critica palhaços (para não chamar algo pior) como o Rogan, não abona nada em favor deste local.

    Quando ao Spotify não recebe um cêntimo meu enquanto andar a gastar milhões com apologistas de neo-nazis e anti-vacinas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Consegues citar algum comentário que tenha sido "anti-vacinas"?

      Eliminar
    2. É para compensar os terra-planistas, que têm andado bastante calmos...

      Eliminar
    3. Vem-me sempre à memória aquele caso da experiência que eles próprios fizeram e que demonstrou que a terra era esférica (para sua grande surpresa) - e claro que tiveram que dar a volta aos factos que eles comprovaram, para continuar a manter a sua teima. :D

      Eliminar
    4. Eu acho triste o que se tem vindo a fazer de juntar pessoas que não tomam vacina nenhuma a pessoas que desconfiam da eficácia das atuais vacinas contra o covid.

      Desde o inicio que a comunidade ciêntifica se vai contradizendo.
      As vacinas chegaram há mais de 1 ano e estamos com número record de infeções.
      No inicio da pandemia, diziam que no minimo só teriamos uma vacina em 2 anos, e que se chegasse antes para as pessoas desconfiarem.
      Era "fake news" dizer que o virus surgiu de um laboratório em Wuhan, hoje em dia é a hipotese mais provável.

      Posto isto, eu estou vacinado, aconselho pessoas a se vacinarem, no entanto, quero ouvir pessoas que no caso do Dr. Robert Malone são especialistas na área.

      Eliminar
    5. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
  5. Por todo lado quando o tema é COVID aprecem sempre u s espécimes engraçados:)

    Não estou habituado a ver por estes lados estas aves raras mas tudo bem :)

    Quanto ao Spotify... Acho um pouco,como dizer, uma aolicacyoara labregos.

    Pronto falei.

    ResponderEliminar
  6. Mas que é o jornalista para dizer que isto ou aquilo é desinformação? Fascistas!

    ResponderEliminar

[pub]