2022/02/28

Huawei lança MatePad Paper com ecrã E-Ink

A Huawei expandiu a gama MatePad para o terreno do e-ink com o seu novo MatePad Paper.

Depois dos ecrãs LCD e OLED, a Huawei dá uma nova opção de escolha a quem procura um tablet: o MatePad Paper com ecrã E-Ink. É um modelo que combina as vantagens de um tablet Android com as vantagens dos ecrãs E-Ink, que até agora se têm mantido principalmente no segmento dos e-book readers (como os Kindle) ou dos tablets de apontamentos (como o reMarkable).

Com um ecrã E-Ink de 10.3", torna-se bastante mais funcional que os leitores com ecrãs de tamanho reduzido, e temos acesso a tudo o que se poderia esperar de um tablet Android convencional; ou melhor dizendo, quase tudo, já que a Huawei continua sem ter acesso oficial à Play Store e apps da Google, pelo que a marca continua a apostar na sua App Gallery. Temos sensor de impressões digitais no botão de power, 4 GB de RAM, 64 GB, iluminação do ecrã ajustável em 32 níveis, e uma autonomia de 4 semanas. O M-Pencil também está incluído.

O MatePad Paper deverá ter um preço recomendado de 499 euros na Europa, o que o torna mais caro que um reMarkable 2 (€399) mas ainda assim não deixa de ser competitivo neste segmento restrito de tablets com ecrãs e-ink de maiores dimensões.

1 comentário:

  1. Eu tenho um ebook de e-ink 8", Android e Google Play Store que me custou há uns anos 175€ e é brutal para ler livros e mesmo ver páginas, revistas e email numa esplanada/ praia.

    Agora lançar hardware de 75€ a 400 ou 500€ e sem loja da Google é para ficar na prateleira; para isso é mais sensato com ebook barato e um iPad

    ResponderEliminar

[pub]