2022/03/03

Rússia ameaça deixar de vender motores de foguetes aos EUA - Elon Musk agradece

Enfrentando sanções crescentes, a Rússia ameaça os EUA com a suspensão da venda de motores de foguetes.

Além dos lançamentos de carga e astronautas que a Rússia tem feito para os EUA, o país também é fornecedor dos motores dos foguetes utilizados por diversas empresas norte-americanas, como a United Launch Alliance (ULA) e Northrop Grumman; e agora ameaça com o fim das entregas de motores de foguetes aos EUA. É uma ameaça que no entanto pode não ter o impacto pretendido. Durante a invasão Rússia da Crimeia em 2014 os EUA já tinham avançado com a proibição de utilização de motores russos nos foguetes norte-americanos; e embora tivessem recuado nessa intenção, foi desde logo um sinal claro de que as empresas norte-americanas deveriam eliminar essa dependência da Rússia.

A ULA está em processo de transição para a utilização de um motor desenvolvido pela Blue Origin de Jeff Bezos, e apesar dos atrasos nesse projecto, diz ter em stock todos os motores de foguetes que precisa para os lançamentos dos próximos anos. A Northrop Grumman parece ficar em pior situação, pois estaria para receber uma dezena de motores russos nos próximos anos, arriscando-se a não poder contar com essas encomendas.

Quem agradecerá esta ameaça é seguramente Elon Musk, que assim fica numa posição ainda melhor para vender os serviços dos seus foguetes Falcon e da futura Starship, sendo actualmente a única empresa norte-americana certificada para o envio de astronautas para o espaço.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]