2022/04/06

Tarifa Social de Internet só teve 262 pedidos

O falhanço previsível da Tarifa Social de Internet fica demonstrado na prática, com apenas 262 pedidos feitos - de um plano que visava chegar a 780 mil famílias.

O acesso à internet é actualmente algo essencial, e faz todo o sentido garantir que todos tenham acesso. A ideia da Tarifa Social de Internet foi criada com essa intenção, mas a sua implementação prática levantou sérias dúvidas quanto à eficácia logo desde a origem. É que embora este plano disponibilize o acesso à internet por 5 euros (+ IVA) mensais, os operadores estão a restringir-se ao mínimo exigido, que se traduz em velocidades de 12 Mbps de download e 2 Mbps de upload, e um limite de dados de 15 GB por mês.

São condições extremamente limitativas e completamente desfasadas da realidade, como comprovado - sem qualquer margem para dúvidas - pelos 262 pedidos feitos.

Os 15 GB de dados nem sequer permitem uma única actualização de um jogo moderno, que facilmente pode atingir ou superar 100 GB (parece que quem desfruta da tarifa social não poderá usar essa ligação para entretenimento). Mas mesmo apenas para "assuntos sérios", os 15 GB dificilmente serão suficientes. Para uma família de 4 pessoas, estes 15 GB traduzem-se num limite médio diário de 125 MB por pessoa - e bastará relembrar que a mera actualização de apps comuns no smartphones, como o Gmail, Facebook, e outras, pode facilmente atingir 500 MB ou mais.

Com uma velocidade limitada a uns também criticáveis 12 Mbps, não seria descabido que este plano desse acesso a dados ilimitados, tal como fazem outros países. No Canadá a tarifa social de internet oferece dados ilimitados e velocidades de 50 Mbps / 10 Mbps, por exemplo. E é preciso ter em conta que o acesso à Tarifa Social de Internet está automaticamente limitada, pois só está acessível a famílias com rendimentos anuais até 5808 euros, pessoas com pensões de invalidez, subsídio de desemprego, rendimento de inserção social ou pensão social de velhice.

Esperemos que os operadores nacionais revejam os planos, e pelo menos levantem a limitação de dados.

21 comentários:

  1. As telcos são um estado dentro do Estado.

    ResponderEliminar
  2. Tenho Yorn 1GB/mês. Quem diz um 1GB diz 1GB de dados "neutros" e 20GB de dados restritos a certas apps, ou seja, tenho um tarifário de 21GB/mês mas apenas 4.7% desses dados são considerados neutros. Os restantes 95.3% são restringidos a apps escolhidas pelo operador. As operadoras têm-se safado com esta treta porque dizem que os 20GB são *oferta* mas como é que governo/Anacom/etc. aceitam que a oferta seja 20x o plafond neutro? Uma lei em que restringisse a oferta a ser, no máximo (e já a ser amigo da mafia), 10% dos dados totais melhorava imenso o mercado de internet móvel em Portugal. 95% do plafond de dados ser restrito a certas apps não é oferta, é limitação.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os políticos devem estar comprados pelas operadoras. Só pode!

      Eliminar
  3. Os 12Mbps, sendo pouco, não são propriamente escandalosos. 30 Mbps verdadeiros é mais que suficiente para a esmagadora maioria das famílias e muito do que vem acima disso só serve para vender, sendo largamente desaproveitado. Agora, 15 Gb de limite de tráfego?! É vergonhoso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estamos a falar duma tarifa quase gratuita, um governo pobre como o português dá gratuitamente algo e ainda se queixam?! ...

      Eu tenho 20 GB de Internet no telemóvel, todos os dias envio WhatsApp com imagens, alguns vídeos, muito email e páginas de Internet, descarrego ficheiros de todos sites (PDF de facturas, coisas do trabalho, etc) vejo YouTube em qualidade alta e é raro chegar a 12 GB consumidos. A minha conexão no trabalho costuma ser lenta e não deve ser mais rápida que 12 mbps.Se uma família tem 15 GB para Internet geral (não falo streaming) parece-me apertado mas suficiente. Nem todos usam Internet e a maioria no trabalho / escola.

      Eliminar
    2. "Eu tenho 20 GB de Internet no telemóvel e é uma fartura!"
      Que sorte! Porque eu pago 70 euros por um pacote da MEO (tv+internet+cartão de trelefone) e os 7GB de internet no telefone não dão nem para chegar ao meio do mês. Se me distraio a ver uns videos no youtube lá se vai os 7 GB. Tive que pedir um clone do meu numero (porque foi a unica solução para não pagar mais) para ceder os meus 7 GB ao meu irmão que tem o segundo cartão, e precisa da internet para trabalhar e também só lhe dava até meio do mês.
      Mas é possivel que os 7GB que estou a pagar não sejam verdadeiramente 7GB, porque acho estranho que se gastem tão rápido.
      Mas o que podemos fazer se estamos nas mãos de operadoras mafiosas que nos roubam com a cumplicidade dos políticos ???

      Eliminar
    3. O Ricardo Miguelito gasta 12GB e diz que 15GB para uma família é apertado mas suficiente?
      E depois estamos a falar de 15GB disponíveis como Internet em casa, pelo router, não é Internet móvel. Há muita confusão por aí. Eu no telm por mais coisas faça, que descarregue não se compara ao que consumo na Internet em casa. Basta um update do OS, um download de uma programa (que são muito maiores que em mobile) e o limite de 15GB de certeza que não serve.

      Eliminar
    4. O nosso consumo de internet está sempre a aumentar, porque as aplicações consomem cada vez mais dados. E as operadoras sabem jogar bem com isso. Assim, mesmo 20GB, que hoje parecem mais que suficientes, daqui a um ano já vão ser insuficientes.

      Eliminar
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  5. "Esperemos que os operadores nacionais revejam os planos, e pelo menos levantem a limitação de dados."
    Esperem sentados porque já se viu que as operadoras não vão desistir de nos esfolar.
    Eu pago cerca de 70 euros por um pacote da MEO e os 7 gb de internet para o telemovel não chegam nem para metade do mês. Porque esses pacotes são feitos para nos forçarem a comprar mais.
    E para se ter dados "ilimitados" temos de pagar 100 euros por mês!
    Até quando, iremos estar nas mãos desses chulos ?????

    ResponderEliminar
  6. Móveis, tenho 1Gb/mês e chega-me.
    Quando temos "coisas" limitadas temos de aprender a gerir, com coisas ilimitadas todos somos bons gestores.
    É o mesmo que darem uma refeição, mas quererem que essa refeição seja caviar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E nem temos direito a "caviar" quando pagamos o preço do caviar ??? Não entendo o teu conformismo, e é por haver tanta gente a pensar como tu que somos chulados pelas operadoras!

      Eliminar
    2. Eu também só tenho 1GB de internet e chega-me. Porque temos mesmo que pagar caro e contentar-nos com as migalhas que eles nos quiserem dar. E ainda temos de agradecer. Obrigado MEO, Obrigado NOS... por nos darem migalhas. O meu sonho mesmo, era beijar os pés dos principais acionistas das operadoras. Devia ser lindo curvar-me á frente deles e lamber-lhes as botas! hummmmmmmmmmmm!

      Eliminar
    3. Não sou conformado, nem te digo quanto pago por mês, pois não é chamado para o caso. Mas posso te dizer que é bastante pouco. Sim, por esse 1Gb, que para mim chega.

      Eliminar
    4. E esse 1GB é so Internet móvel presumo. E em casa quanto gastas?
      Tens de entender que estes 12GB sao para gerir todo o teu tráfego de casa. Dividido por todos os membros.
      Os 12GB se tiveres dois miudos em aulas de casa ja nao chegam.

      Eliminar
    5. tenho dois cartões, um é banda larga(cartão inserido no telemovel, whatsapp, muita musica no youtube e hotspot). pacote completo pago menos de 60€. o meu cartão pessoal tem 3gb's, nem uso, banda larga ilimitada. da muito jeito

      Eliminar
    6. Mas isso significa que podes ficar o dia todo em casa e não precisas de sair o dia todo. Porque se tivesses que fazer isso mas ver como é frustrante pagar 60 e não poder ver videos no telefone

      Eliminar
  7. O objetivo destas ofertas é o de evitar a exclusão, e permitir que as pessoas consigam aceder a ofertas de emprego, serviços fundamentais onde a velocidade não é propriamente uma necessidade. Não tem como objetivo servir uma família com dispositivos wireless e jogos. Talvez critique o limite de tráfego porque nunca foi (sobretudo para uma pessoa infoexcluida) um cálculo muito fácil de se fazer. Mas a prova está à vista, a maioria das famílias prefere pagar mais por mais serviço. Acho que não estamos a ler bem os detalhes.

    ResponderEliminar
  8. nem compreendo estes comentários a dizer que 15gb chegam, eu trabalho + entretenimento + web normal faço uma media 1.5Tb por mes.

    este excepcionalmente foi a 2.6Tb.

    eu so no tlm em wifi de 11 de Março a 8 de Abril sao 40gb.

    percebo que tenho gastos que uma pessoa de tarifa social nao irá ter, mas meu deus 15gb é como diz o carlos sao 125mb por pessoa, so de olhar para o youtube ja foi tudo, nem preciso de abrir o video.

    ResponderEliminar
  9. Agora é tarde para reclamar.
    Deveriam ter sugerido à ANACOM algo do género 8 Mbps/ 8 Mbps, com tempo e tráfego ilimitados. Penso que sugeri algo do género, mas foi ignorado.

    Os limites de tráfego é apenas algo que a indústria aplicou para ganhar mais dinheiro com os pacóvios, do ponto de vista técnico tal não faz sentido, do ponto de vista técnico só faz sentido limitar a largura de banda dependendo do número de utilizadores ligados na antena/ equipamento... mas a ANACOM faz de conta que não é essa a realidade, e vai na conversa dos operadores.

    Se quiserem reclamar, mandem para o parlamento e para a ANACOM para implementarem algo aceitável tipo 8 Mbps/ 8 Mbps com tempo e tráfego ilimitado. Numa época de 100 Mbps e até mais nas ofertas comerciais, é ridículo falar em menos de 8 Mbps e em menos que tempo e tráfego ilimitado, para os que estão em situação muito frágil na sociedade.

    ResponderEliminar

[pub]