2022/04/06

Tesla apanhada a testar um Lucid Air

Um drone a sobrevoar a fábrica da Tesla em Fremont apanhou a empresa de Elon Musk a testar um Lucid Air da concorrência.

A Tesla está habituada a ter os seus carros minuciosamente analisados pelos demais fabricantes automóveis, para tentarem descobrir toda e qualquer inovação que também os possa beneficiar. É na verdade uma prática de longa data na indústria automóvel, e não será por isso surpresa ver que também a Tesla tem curiosidade para ver o que empresas concorrentes andam a fazer.

Desta vez a Tesla foi apanhada a testar um Lucid Air na sua pista de testes. O Lucid Air foi o primeiro automóvel 100% eléctrico a anunciar uma autonomia de 800 km, mas é também uma marca que não nutre da habitual simpatia que Elon Musk tem pelas marcas de veículos eléctricos. É que em 2016 a empresa foi buscar o VP da Tesla, Peter Rawlinson, também chefe de engenharia responsável pelo Model S, e que se veio a tornar no CEO da Lucid Air. Uma "traição" que Elon Musk ainda não terá superado - tendo desvalorizado a influência dele no desenvolvimento do Model S, e também desvalorizando a autonomia de 800 km, dizendo que a Tesla também o poderia ter feito há mais tempo, se quisesse, mas que isso até é pior para os veículos.

Pior ou não, parece que pelo menos merece curiosidade suficiente para o testar. E já dá um slogan interessante para o Lucid Air: "O carro eléctrico que até deixa a Tesla preocupada!"


Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]