2022/04/25

UE exige plataformas abertas - app stores, serviços de mensagens, e outros

A Comissão Europeia esclareceu mais alguns pontos sobre o DMA (Digital Markets Act), que vai exigir que a Apple e outras empresas abram as suas plataformas e serviços.

O DMA pode, basicamente, ser descrito como o pior pesadelo possível para a Apple. Esta legislação vem obrigar que empresas como a Apple, sigam um novo conjunto de requisitos ou arrisquem-se a pagar pesadas multas, que podem chegar a 20% da sua facturação anual e com penalizações adicionais de 5%.

Entrando em vigor, empresas como a Apple serão obrigadas a permitir a utilização de app stores alternativas na sua plataforma, ou instalação de apps sem passar pela app store, e a utilização de sistemas de pagamento alternativos. Mas as coisas "pioram" ainda mais, já que o DMA também exige que os serviços de mensagens, telefonemas e videochamadas, possam comunicar entre si. Ou seja, o Facebook pode exigir que a Apple disponibilize forma do Messenger poder enviar e receber mensagens do iMessage - com esta exigência a entrar em vigor logo desde o início do DMA para as mensagens, expandindo-se às mensagens em grupo dois anos mais tarde, e às chamadas de voz e vídeo num prazo de quatro anos.

É pena ter que se chegar ao ponto de ser a legislação a derrubar os muros entre os serviços que as empresas têm criado ao longo da última década, retrocedendo imensamente a nível da interoperabilidade que em tempos chegou a existir (com o Google Chat a poder falar com pessoas do ICQ, ou AIM, ou outros serviços).

Há muito que a Apple poderia ter preparado esta eventualidade (ou até torná-la dispensável), bastando para isso que permitisse instalar apps de fora da App Store, como acontece no Android, e facilitando o acesso ao iMessage - que no seu início tinha sido prometido que seria um serviço aberto, e que a Apple nunca concretizou. Agora terá que o fazer, à força, e sem a simpatia que teria tido se o tivesse feito de forma voluntária.

2 comentários:

  1. Pronto, finalmente.

    A ver, vamos, como irá ser a implementação da coisa...

    Tipo rolhas quadradas para tapar as garrafas de vinho...

    ResponderEliminar
  2. Não acredito que isto vá muito para a frente, isto implica que exista uma ponte entre apps e que alguma "maliciosa" estilo facebook leia uma mensagem da app de mensagens ou Whatsapp sem que eu queira. Que permitam outros métodos de pagamento está bem mas não outras lojas. Com novas lojas vamos ter fragmentação,as lojas Chinesas vão obrigar as app dos produtos chineses a ficarem nesses lojas (dji,xiaomi,huawei,etc. ) e serem uma fonte de fuga de informação. Se já Com as da google e Apple se descobrem problemas, que fará com esta fragmentação. Pagamentos e side-load Ok,mais que isso não.

    ResponderEliminar

[pub]