2022/05/05

AMD acelera Chromebooks com os Ryzen 5000 C

A AMD quer acelerar o desempenho dos Chromebooks, disponibilizando uma nova série de chips Ryzen 5000 da série C.

A AMD chegou tarde ao Chromebooks e, quando o fez, foi com chips que usavam Zen cores já com alguns anos e incapazes de acompanhar os chips mais recentes. É um panorama que a empresa espera mudar com estes novos APUs, que contam com as mais recentes tecnologias RDNA 2 e Vega, utilizadas nos Ryzen 6000. Na prática, estes Ryzen 7 5825C, Ryzen 5 5625C, Ryzen 3 5425C e Ryzen 3 5125C acabam por ser variantes da gama U de chips mais poupados, mas que prometem trazer um salto significativo no desempenho - sempre bem-vindo nesta era em que os browsers e páginas web vão ficando mais "pesados".
Usando a arquitectura Zen 3, a AMD promete o dobro do desempenho da anterior série Ryzen 3000; e chega ao ponto de dizer que o seu Ryzen 7 5825C de 15W consegue ser mais rápido que Intel i7-1185G7 de 28W em web browsing - algo que seguramente a Intel disputará em breve, escolhendo qualquer outro benchmark que lhe seja mais vantajoso.

A HP e Acer já têm Chromebooks com estes novos chips, e não deverá demorar muito tempo para que outros fabricantes de Chromebooks optem por estes novos chips, que ajudarão os Chromebooks a manterem-se mais ágeis ao longo dos próximos anos.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]