2022/06/13

Bitcoin cai para perto dos 22 mil dólares

Vive-se nova altura conturbada nas criptomoedas, com os Bitcoin a darem grande tombo que os levou dos 30 mil dólares para perto dos 22 mil dólares em pouco mais de um dia.

A vida nas criptomoedas está cheia de altos e baixos, com as notícias normalmente a surgirem apenas quando se atingem pontos extremos, como um novo máximo histórico ou - como é o caso - se assiste a grande queda no seu valor.

Depois de ter passado quase um mês de forma estabilizada no patamar dos 30 mil dólares, temos os Bitcoin a caírem abruptamente para perto dos 22 mil dólares, literalmente de um dia para o outro.
Apesar de neste momento já estarem a dar novos sinais de recuperação, o incidente foi suficiente para voltar a levantar questões nalgums plataformas. A Binance interrompeu os levantamentos de BTC durante horas, alegando uma "transacção encravada", deixando os seus utilizadores imensamente frustrados.

Não é a primeira vez que se assiste a quedas "catastróficas" nas criptomoedas. A grande incógnita, que pode literalmente valer biliões de dólares, é saber se a queda irá continuar ou se é apenas o prenúncio de nova subida até novos máximos.

5 comentários:

  1. Que caia até ao abismo dos infernos e que nunca mais se levante!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Porque provavelmente não comprou quando estava a um preço razoável e vive até hoje com a amargura de ter ficado de fora...

      Eliminar
  2. Muito infeliz esse comentario

    ResponderEliminar
  3. Porque nem é moeda, nem é sustentável.

    Já andei também pelos caminhos da Bitcoin, ganhei 2500 euros com pouco mais de 500 de investimento, mas a verdade é que a Bitcoin nunca será nem um modo de pagamento universal, nem segura, nem sustentável, nem transparente ou fácil de usar o suficiente para qualquer cidadão poder usar.

    E já disse que não é sustentável?

    Se querem independência nos pagamentos, produzam valor e peçam troca por troca em géneros ou serviços que valham o mesmo valor.

    Uma sociedade que necessita de alimentar o custo energético que essa suposta "moeda" exige só para poder existir é uma sociedade falhada e que não sabe encontrar alternativas para o (suposto) problema das trocas comerciais (porque para todos os efeitos, é para isso que a moedas existem: para efetuar trocas comerciais).

    Se querem armazenar valor, comprem ouro.

    E nem vale a pena virem com a história de que com recurso a energias renováveis o problema ficaria resolvido, porque todos somos crescidinhos o suficiente para saber que o problema reside no conceito e não na forma como está a ser implementado: se é necessário semelhante dispêndio gigantesco de energia para manter em existência, é porque não é coisa minimamente fiável.

    A humanidade encontrará soluções para este tipo de problemas (que, atrevo-me a dizer, não o são) de forma muito mais eficiente, sustentável e efetivamente funcional do que aquela que agora é conhecida como "Bitcoin".

    Ia falar agora da questão Ponzi, mas acho que nem seria necessário referir que, para todos os efeitos, a Bitcoin não passa de um "ativo" que só valoriza com a entrada de dinheiro fresco por parte de quem não sabe o que efetivamente a coisa é, pois não?

    ResponderEliminar

[pub]