2022/06/04

Tesla tem que dar resposta às travagens fantasmas

O número de queixas relativas a travagens fantasmas duplicou nos EUA, e fez com que a NHTSA pedisse esclarecimentos à Tesla.

Nos EUA, a NHTSA (National Highway Traffic Safety Administration) diz que o número de queixas referentes às travagens fantasmas, em que os automóveis travam sem motivo aparente, passou de 350 para mais de 750. Um número que justifica a abertura de um inquérito preliminar para determinar se existe um problema que justifique avançar-se para um processo de "recall" (que poderá ser simplesmente um processo de actualização remota).

Embora Elon Musk esteja continuamente a prometer um modo Full Self Driving que diz estar quase pronto para enfrentar todos os cenários, as queixas referentes a estas travagens fantasmas têm aumentado consideravelmente nos últimos meses. Aliás, temos até o caso estranho das queixas terem aumentado após a Tesla supostamente ter feito algumas correcções derivadas da primeira vaga de queixas. Alguns condutores referem que os problemas aumentaram quando a Tesla removeu os radares e começou a apostar num sistema de Autopilot usando apenas as câmaras -  que Elon Musk tanto tem assegurado que "é suficiente" para um sistema de condução autónoma, dispensando sensores adicionais (e o LIDAR).

A NHTSA quer que a Tesla forneça documentação e explicações sobre os testes que realizou e alterações feitas que possam explicar o aumento do número de queixas, focando-se principalmente nos Model 3 e Model Y de 2021 e 2022, embora também existam queixas nos modelos de anos anteriores. A Tesla terá que dar resposta até 20 de Junho.

3 comentários:

  1. Podem adicionar o meu nome a essa lista. Model S 2018. Sempre que um carro/mota me faz tailgate tenho medo que o sistema tenha uma dessas paradinhas.

    ResponderEliminar
  2. Quando uma mota te faz...o quê? Em português sff...

    ResponderEliminar

[pub]