2022/08/18

Rede virtual com Tesla Powerwalls já mostra o que vale na Califórnia

A rede virtual com Powerwalls já está a auxiliar a rede eléctrica na Califórnia, devolvendo energia à rede nos momentos de maior procura.

A transição para as fontes de energia renováveis com maior componente de irregularidade de geração (como o solar e eólico), a par da aposta na microgeração (com painéis solares nas casas) é uma oportunidade perfeita para se dar um salto na reestruturação da rede eléctrica tradicional para um modelo distribuído. É isso que acontece com a "rede virtual" da Tesla, que em parceria com os operadores de energia, permite fazer uma gestão global dos packs de baterias que existem nas casas dos consumidores.

Depois de um período de testes, a Virtual Power Plant (VPP) da Tesla entra agora em acção, permitindo que os clientes que aderirem a este program possam receber $2 por cada kWh que fornecerem à rede nos momentos críticos.
A VPP da Tesla chegou a ter uma capacidade de 16 MW com mais de 2300 casas disponíveis para fornecer energia.

Só é pena que isto esteja a ser feito por uma empresa privada em vez de ser um programa standard global a nível nacional. Por outro lado, vendo-se o caos do nosso sistema de contadores "inteligentes", a par da confusão para se vender energia o excedente de energia de volta à rede (ao ponto de chegar a necessitar "abertura de actividade" nas finanças para se receber uns míseros euros por mês, que podiam muito bem ser descontados na factura da electricidade), talvez esse seja o único caminho possível tendo em conta o "desinteresse" por parte de quem prefere manter as coisas no passado.

1 comentário:

  1. Não há intenção de manter as coisas no passado Carlos.

    No passado não existia possibilidade de se produzir eletricidade e receber por isso.

    O que se passa no presente é que, o capitalismo, no seu melhor, tomou conta dos decisores políticos e, através do mais óbvio lobi (indireto no nosso caso) conseguiu fazer aprovar leis que, para todos os efeitos, ditam *o futuro* da produção energética por parte dos mais pequenos.

    O capitalismo nunca enganará: só os mais capacitados (de capital, claro está) conseguirão ter acesso aos negócios chav, seja no presente, seja no futuro.

    Regulação efetivamente justa precisa-se!

    ResponderEliminar

[pub]