2022/09/20

Chrome adopta root store própria

O Chrome versão 105 passará a adoptar uma root store própria para a gestão dos certificados de segurança.

Depois de ter anunciado que iria adoptar a sua própria root store, a Google revela que isso chegará com o Chrome 105, deixando de depender da gestão de certificados que até aqui era feita pelo próprio sistema operativo.

A medida não é inovadora, limitando-se a replicar aquilo que a Mozilla já faz no Firefox, mas levanta algumas preocupações devido ao poder adicional que dá à Google a nível da gestão dos certificados, podendo aceitar ou recusar certificados de entidades sem ficar dependente do sistema operativo. Mas a Google diz que continuará a respeitar os certificados do sistema operativo, para tentar apaziguar os administradores que estivessem receosos de ver alguns certificados privados serem considerados inválidos.

Veremos que tal corre esta manobra da Google a nível de assumir maior controlo sobre a web, que muito facilmente pode passar das "boas intenções" para uma forma de eliminar concorrência no sector dos certificados.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]