2022/11/29

Notícias do dia

Dados de 5.4M de utilizadores do Twitter expostos na net; Waze com modo futebolístico para o mundial do Qatar; Bullitt e MediaTek anunciam smartphone via satélite para 2023; Obsolete Sounds é um arquivo de sons obsoletos; Amazon Create With Alexa deixa crianças criar histórias via AI.

Antes de passarmos às notícias, não deixes de participar no nosso habitual passatempo semanal, que desta vez te pode valer um powerbank Ockred de 10000 mAh.

Twitter reactiva contas banidas

Elon Musk e o Twitter continuam a ser notícia diária. O serviço começou a reactivar mais de 60 mil contas com mais de 10 mil seguidores que tinham sido anteriormente banidas e que agora voltam ao activo graças à "amnistia" de Elon Musk. Uma das contas teria mais de 5 milhões de seguidores, e 75 teriam mais de 1 milhão de seguidores, demonstrando o impacto que esta medida irá ter.

Enquanto isso, há relatos que a equipa responsável pela remoção de conteúdo CSAM (abuso sexual infantil) foi reduzida a uma única pessoa; a política de remoção de conteúdos falsos sobre Covid-19 foi desactivada; e a esperança de Musk de ter Trump de regresso ao Twitter parece ser impossível por agora, pois o ex-presidente dos EUA tem um processo em curso contra a empresa devido à suspensão da sua conta, e não deverá sequer reconsiderar esse regresso até que o caso em tribunal fique decidido.


Ming-Chi Kuo prevê crise nos iPhones

Tendo em conta os cortes de produção na China e a exposição ao cenário de recessão, que rapidamente pode fazer com que os interessados adiem a compra de um novo iPhone, Ming-Chi Kuo prevê tempos difíceis para a Apple, reduzindo a sua previsão de vendas dos iPhone 14 Pro de 85-90M de unidades para 70-75M.

Veremos se este cenário se virá a concretizar, e se isso poderá ter impacto a nível do preço dos iPhone Pro para as próximas gerações.


Google pagou milhões em publicidade enganosa do Pixel 4

A Google pagou milhões a programas de rádio para que promovessem o Pixel 4 como se o tivessem experimentado, mas sem que isso tivesse acontecido. Um caso que agora resulta no pagamento de 9 milhões de dólares pela Google e a iHeartMedia.

Um caso que vem relembrar a necessidade de transparência neste tipo de coisas, e que fique bem diferenciado quando se tratam de promoções publicitárias e quando se tratam de análises ou experiências reais, com base numa interacção real (e que não se limite a seguir o "script" habitualmente fornecido pelas marcas) com os equipamentos.


Curtas do dia


Resumo da madrugada



Curiosidade do dia: Durante muitos anos, os fabricantes de relógios usaram Radium e Tritium para criar elementos que brilham no escuro. Infelizmente, são elementos radiactivos e prejudiciais para a saúde. Nas décadas mais recentes os relógios fizeram a transição para materiais fosforescentes não radioactivos, que armazenam energia luminosa e depois podem ficar a brilhar durante várias horas.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]