2016/02/04

Notícias do Dia

IGAC já bloqueia domínios que nem sequer existem; o NFS Most Wanted está gratuito no Origin;o DreamScreen adiciona ambilight a qualquer televisor; a RIAA passa a contabilizar o streaming para discos de ouro e platina; e o YouTube foi novamente ilibado de conteúdos pirata colocados pelos utilizadores.

E antes de passarmos às notícias de hoje, relembro que estamos a oferecer livros de Programação em Python da FCA, e também alguns promo codes para o PDF Expert para Mac.


Google remove Adblock Fast da Play Store



Estamos habituados a ver a Apple remover apps da App Store, mas desta vez é o Google que fica na ingrata posição de tentar justificar porque motivo removeu o adblocker Adblock Fast da Play Store. Este adblocker foi lançado a par da actualização do browser da Samsung, que passou a permitir o uso de plugins para bloquear publicidade.

Uma vez que só funciona com esse browser especificamente, e usando a sua API oficial e sem recurso a "batotas", não se percebe como é que o Google tenha justificado a remoção com a "interferência noutras apps". Bem sabemos que a publicidade é a galinha dos ovos de ouro da Google, e que não aprecie a utilização de adblockers... mas não será com medidas como estas que conseguirão convencer os utilizadores a não recorrerem a estas ferramentas (muito pelo contrário!)


Google compromete-se a comprar CPUs Qualcomm para servidores... se cumprirem com os requisitos



Há muito que se fala da possível ameaça dos CPUs ARM nos servidores, e parece que essa ameaça se poderá começar a concretizar em breve. A Qualcomm quer entrar no território da Intel, e parece ter um aliado de peso: a Google compromete-se a comprar os seus chips ARM para servidores... mas apenas na condição dos mesmos cumprirem com os requisitos que foram anunciados.

... Parece que a Google está desejosa de investir nos ARM, mas quer salvaguardar-se contra potenciais casos de aquecimento excessivo como aconteceu com o Snapdragon 810 (e aparentemente com o novo Helio X20 da MediaTek).


GoPro vai reduzir oferta de câmaras


A GoPro está a passar por bastantes dificuldades, e em resposta vai reajustar a sua gama de produtos, reduzindo o número de modelos e focando-se em apenas três câmaras. A partir de Março a GoPro passará a vender apenas a Hero 4 Black ($499.99), Hero 4 Silver ($399.99), e Hero 4 Session ($199.99).

Esta opção corta do catálogo a versão mais económica (a Hero a $129.99), demonstrando que a GoPro não se quer focar no segmento de câmaras low-cost que tem sido invadido pelas marcas chinesas; mas só o tempo dirá se terá sido a melhor decisão.


Internet deverá passar um zettabyte de dados este ano - e duplicar em 2017




A quantidade de dados que percorre a internet não para de aumentar e estima-se que este ano vá superar a barreira do zettabyte; valor que será atingido com a preciosa ajuda dos dispositivos mobile, que chegam a milhares de milhões de pessoas.

Se não fazem ideia do que é um zettabyte, bastará tentar imaginar o que serão mil milhões de terabytes! Se se colocassem mil milhões de discos de 1TB uns em cima dos outros teríamos uma coluna com 20 mil quilómetros de altura. E o mais assustador é que se prevê que este número duplique em 2017.

... Já se imagina que a SPA esteja a preparar uma alteração à lei da "taxa", para procurar receber por cada um destes bytes transferidos, que poderá obviamente conter dados protegidos por direitos de autor. ;P


Curtas do Dia


Resumo da Madrugada

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]