2016/07/27

Tesla vai deixar de usar tecnologia da Mobileye para condução autónoma


Numa manobra que certamente muito terá custado a Elon Musk (por indirectamente dar razão a George Hotz), a Tesla vai deixar de usar a tecnologia de reconhecimento de imagem da Mobileye na sequência do acidente que provocou uma vítima mortal enquanto seguia num Tesla com modo de piloto automático activo.

O sistema de piloto automático da Tesla pode ser engraçado, mas baseia-se em tecnologia bastante "básica" em termos de reconhecimento de imagem. Não será por acaso que George Hotz, sem papas na língua, diz que o sistema que desenvolveu praticamente sozinho, em poucos meses, já é muito superior ao da Mobileye, e que também não tem dúvidas de que a Tesla tem capacidade para rapidamente criar a sua própria solução, com capacidades bem superiores às actuais.

O anúncio de que a Tesla deixará de usar tecnologia da Mobileye acaba por vir dar razão a estas críticas, e demonstrar que Elon Musk estará bastante descontente com as capacidades do sistema, ou então insatisfeito com a (falta de) capacidade de resposta da Mobileye aos seus pedidos para melhoramento do sistema. Hotz diz que a empresa não terá capacidade de inovação à altura do que a Tesla necessitará ou exija... mas deixa também um aviso aos restantes fabricantes para que se preparem para uma revolução no sector, à medida que empresas como a Google, Tesla e Apple forem trazendo para o mercado veículos que obrigam a repensar todo o conceito de ter ou utilizar um automóvel para transporte pessoal.

Vamos ficar atentos, para ver que tal os futuros Tesla verão a estrada... e se contarão com LIDAR ou se conseguirão evitar a utilização desse acessório que tão útil é para a condução autónoma, mas que também é bastante dispendioso.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]