2012/12/09

Os Sobe e Desce dos Elevadores


Não sei se acontece com vocês, mas eu... confesso que tenho um certo fascínio por elevadores. Talvez tenha sido por influência das dezenas (centenas?) de horas que passei a jogar o SimTower, um jogo de simulação de arranha-céus, onde a eficiência dos elevadores era elemento crítico... mas o que é certo é que também na vida real já dei comigo a magicar algortimos e sistemas que permitissem aumentar a eficiência dos elevadores "a sério". (Bem sei que as companhias deverão ter numerosas equipas de engenheiros dedicados apenas a esta tarefa mas... não posso evitá-lo.)

Foi por isso com bastante curiosidade que fui dar com este artigo que fala precisamente sobre a complexidade dos sistemas que gerem o funcionamento dos elevadores e que se escondem por trás dos simples botões de chamada e de marcação do piso de destino (e que surge na altura ideal, depois de termos explicado como funcionam os elevadores, e dos seus sistemas de segurança).


Embora para a maioria das pessoas, a viagem de elevador seja algo pouco memorável ou que nem é capaz de interferir com aquilo que vai a pensar - há todo um complexo estudo que tenta garantir que isso se mantenha assim.

Os especialistas da área sabem que as pessoas começarão a ficar impacientes e frustradas caso tenham que esperar mais de 20 segundos desde que pressionam o botão de chamada e o elevador fique disponível. E depois de o elevador recolher os passageiros, até também todo um complexo sistema que tem que permitir a viagem mais rápida possível mas sem comprometer o conforto dos passageiros - com etapas de aceleração e desaceleração bem estudadas.

Obviamente, isto são o tipo de coisas que apenas se fazem notar em prédios mais elevados, e que por norma têm dezenas de elevadores a funcionar em simultâneo.

Há também situações engraçadas, que variam de país para país. Por exemplo, no Japão as pessoas querem saber imediatamente qual será o elevador que os irá buscar - mesmo que tenham que esperar 30segundo para que ele efectivamente chegue (assim podem fazer fila na porta correcta). E também a nível de conforto, os elevadores no Japão são tão suaves que muitas vezes até podem dar a ilusão de estar parados (embora, para isso tenham que sacrificar a velocidade de funcionamento).

Outras das diferenças regionais são o número de pessoas que cada elevador pode levar - com os orientais a estarem mais habituados a viajarem "comprimidos" numa cabine que os ocidentais - e também o peso médio de cada ocupante, que é calculado também em função da área geográfica em que o elevador é instalado.


Hoje em dia, já há sistemas que permitem que o utilizador introduza o número do andar para onde pretende ir, de forma a que o sistema de controlo consiga optimizar da melhor forma as viagens - no entanto, isso é algo que continua a ser um problema de resolução "impossível".

Por exemplo, há um passageiro está no 6º andar e quer descer, e o elevador mais próximo está no 7º andar, mas ainda tem 4 pessoas e já fez duas paragens intermédias... será mais eficiente fazer com que pare novamente, causando mais tempo desperdiçado nos passageiros que lá estão; ou seria melhor deixa-los seguir viagem, poupando uma dezena de segundos a esses passageiros à custa de um pouco mais de tempo de espera de uma única pessoa?

São tudo situações que têm que ser geridas da melhor forma pelos sistemas de controlo, com a ajuda de simuladores que tentam prever o maior número de situações, e onde os especialistas podem "jogar" com os parâmetros para encontrar a solução mais eficiente possível. (Um "jogo" que bem poderiam disponibilizar ao público - embora imagine que sejam segredos bem guardados pelos principais fabricantes de elevadores.)

Resta-me a esperança que um dia destes um qualquer programador independente se lembre de criar um SimElevator - talvez no Kickstarter - e eu lá estarei para o apoiar, e voltar a brincar aos elevadores. :)

2 comentários:

  1. Para quando a comparação entre o Iphone 5 e o Samsung Galaxy S 3?

    ResponderEliminar
  2. http://en.wikipedia.org/wiki/SimTower

    a gestão dos elevadores era importantíssima, lembro-me de ler a faq e dizer que os construtores de elevadores não quiserem dizer os algoritmos utilizados por serem secretos.

    ResponderEliminar

[pub]