2014/01/09

Análise ao Nexus 5


Os smartphones têm-se tornado em ferramentas cada vez mais indispensáveis no nosso dia a dia, servindo não só como telemóveis mas como autênticos computadores de bolso que - nalguns casos - até já nos obrigam a repensar se necessitamos realmente de um "PC" tradicional (e isto sem esquecer que um smartphone até poderá/deverá ser considerado um "Personal Computer" - bem mais do que um caixote que fica em casa ou escritório escondido debaixo da mesa.) O Nexus 5 é o mais recente modelo de referência lançado pelo Google e tal como o seu antecessor, promete ser uma proposta irresistível. Vamos ver se isso se confirma.

O Nexus 5


O Nexus 5 está disponível em branco e em preto, sendo também curioso que a diferença entre ambos não se limita apenas à cor mas também ao próprio material utilizado. A versão branca opta por plástico "puros", com o moldura lateral em preto brilhante e a tampa traseira em branco mate; enquanto que a versão preta recorre a um material com toque mais parecido com o de borracha (incluindo as partes laterais) - ambas as opções têm um toque agradável e de qualidade. De resto, não há muito para mexer uma vez que as tampas não são amovíveis, tirando o botão de power e volume, a unica coisa que podem abrir é o pequeno slot para o cartão micro-SIM.



Quanto ao hardware, o Google não deixou ficar nada de fora: o Nexus 5 dá uso a tudo o que de melhor há na actualidade - e tal como no Nexus 4, tudo continua a estar a cargo da LG. Temos um ecrã de 5" com resolução Full HD (1920x1080), um CPU Snapdragon 800 quad-core a 2.3GHz, 2GB de RAM, 16/32GB de memória interna (sem microSD para expansão), 4G, WiFi ac, câmara de 8MP (com estabilização óptica) e 1.3MP frontal, GPS, NFC, BT 4.0, carregamento wireless Qi, bateria de 2300mAh e dimensões de 137.9x69.2x8.6mm com um peso de 130g.


Estes últimos dados tornam-se relevantes pois para quem estiver indeciso quanto à opção por um smartphone de 5", na prática verifica-se que o Nexus 5 pouco maior é que um Nexus 4, sendo até mais fino e mais leve!

Um pequeno pormenor quanto à qualidade de construção, tendo tido a oportunidade de mexer em vários Nexus 5 deu para verificar que há algumas variações que parecem demonstrar uma montagem apressada dos mesmos. Nalgumas unidades a junção da tampa traseira com a parte lateral era perfeita, noutros sentia-se um pequeno rebordo com a aresta ligeiramente mais saliente - e este tipo de descuido é algo que por vezes pode afectar a própria recepção do sinal GPS. São coisas que deveriam ter sido alvo de maior cuidado na linha de montagem e controlo de qualidade.


A câmara do Nexus 5: Fotos e Vídeo 


Um dos grandes pontos fracos de todos os Nexus foi sempre a sua câmara. Com o Nexus 5 o Google quis mudar isso e optou por uma câmara de 8MP com estabilização óptica. Os resultados são bastante bons e fazem com que, pela primeira vez, as críticas se dirijam não à câmara... mas sim ao software. O Google tem feito actualizações que corrigiram alguns aspectos a nível da fiabilidade de cores e velocidade de focagem; mas a verdade é que o Android já está a necessitar de uma app de fotografia "melhorzinha" do que aquela que oferece de origem - coisa que outros fabricantes já têm feito (Sony, Samsung, LG) optando por apps bem mais capazes.




No vídeo, o Nexus 5 fica-se pelos 1080p a 30fps - limite que fica aquém das reais possibilidades do hardware, que suportaria 1080p a 60fps e até video Ultra HD 4K. Mas... considerando que também não temos expansão microSD... o Full HD "normal" será provavelmente o mais indicado.




Em Funcionamento


Como seria de esperar, o Nexus 5 vem com o mais recente Android do Google, estando neste momento com a versão 4.4.2. O novo launcher recorre a transparência na barra inferior e superior, dando um aspecto bastante mais moderno e "espaçoso" ao seu interface.


Outra das novidades é que agora temos o Google Now imediatamente acessível com um "ecrã" do lado esquerdo do menu principal, sendo que continuamos a poder ter vários ecrãs para a direita, onde podemos colocar apps, pastas e widgets ao nosso gosto. Também podemos activar o Google Now a qualquer momento usando a voz, dizendo "Ok Google" (mas para isso temos que ter o Nexus 5 já desbloqueado e no home screen - ao contrário do Moto X, que nos permite fazer isso mesmo com o smartphone bloqueado).

[novo launcher transparente menos "claustrofóbico" que o anterior]


Infelizmente, o aspecto moderno que temos no launcher rapidamente se revela ser apenas um "chamariz", já que a grande maioria das apps - incluindo as do próprio Google - continuam a usar as barras pretas à moda antiga.


Mesmo admitindo que isto seja algo que os developers terão que contemplar e activar - seria de esperar que pelo menos o Google o fizesse desde logo, como forma de incentivar os restantes. Assim, e por enquanto, na prática não há grande vantagem efectiva da tal suposta transparência nestes elementos - esperemos que nas próximas actualizações isso possa ser corrigido.


Embora os ecrãs Full HD se comecem a tornar cada vez mais comuns não posso deixar de referir que este é de facto um grande ponto forte a favor do Nexus 5. Quando colocado lado a lado com o Nexus 4, cujo ecrã de 720p pode ser considerado já bastante bom, o Nexus 5 revela que afinal há diferenças bem visíveis.


Todo o texto que num Nexus 4 já era "bem legível" adquire ainda mais definição... e depois é algo que não se quer abandonar! :)


Mas toda esta resolução é depois (des)aproveitada de forma incompreensível.


Dando um salto à página das apps, vemos que enquanto num Nexus 4 com ecrã de 720p temos acesso a 25 apps por página numa grelha de 5x5, no Nexus 5 com resolução superior o Google optou por aumentar o tamanho dos icons ao ponto de apenas poder apresentar 20 apps por página (4x5). É um desperdício, e acaba por nos fazer "folhear" mais para encontrarmos as apps que procuramos. (Claro que é coisa que pode ser facilmente resolvida instalando outro launcher que dê maior liberdade de personalização.)



Mas deixando de lado estes detalhes... a utilização de um Nexus 5 é uma experiência de luxo. Se em muitos outros Androids de gama média já é possível usar-se e abusar-se do sistema sem grandes soluços, aqui isso é levado ao extremo. E depois temos a potência gráfica que nos faz interrogar se é mesmo possível estarmos a ver o que os nossos olhos nos transmitem. Benchmarks que no Nexus 4 "iam correndo" a 20-30fps são agora apresentados a 50-60fps sem grandes dificuldades - e isto numa resolução Full HD; num equipamento que podemos levar no bolso para qualquer lado. É impressionante ver tal fluidez num dispositivo mobile.





Apreciação Final


Não há margem para dúvidas: para quem procurar um smartphone de topo sem gastar muito dinheiro, o Nexus 5 é o melhor smartphone da actualidade. Enquanto qualquer outro smartphone com características equivalente irá para valores na ordem dos 500€ ou mais, o Nexus 5 apresenta-se com um irresistível preço de cerca de 350€ para a versão de 16GB (que felizmente também sinalizará o fim dos modelos de 8GB nos quais se fica apenas com cerca de metade de espaço efectivo.)

O grande problema - para os portugueses - é o facto do Google não disponibilizar o Nexus 5 em Portugal. A LG tem-no disponível, mas a preço bastante superior; mas para quem optar pela compra do Nexus 5 no estrangeiro não se pode esquecer de contabilizar os custos acrescidos dos portes e também a questão das garantias. A política da LG de não dar garantia a modelos que não sejam comprados cá (embora a legalidade disso seja altamente duvidosa) poderá ser factor decisivo para muitos potenciais compradores.


Há também muitos outros aspectos que não são perfeitos: o Android ainda tem muito que evoluir, mesmo em coisas básicas em que por vezes o Google parece até "andar para trás" (a integração dos SMS com a app de hangouts resultou numa autêntica confusão em vez de uma simplificação) - mas pelo lado positivo temos o importante factor de estarmos a falar de um Nexus. Enquanto a maioria (totalidade?) dos outros equipamentos se irá manter nas versões em que está durante semanas, meses, ou ficar assim para sempre, com este Nexus 5 temos a garantia de que teremos as mais recentes versões do Android assim que forem ficando disponíveis (pelo menos durante os próximos 18 meses.)

Para quem der valor a isso, é um factor que só por si já justificaria a opção por um Nexus - para além de tudo o resto. Isto em nada invalida que haja quem se sinta melhor servido com as versões modificadas de outros fabricantes, que vão apostando cada vez mais em funcionalidades avançadas, como o multitasking multijanela, apps de câmara melhoradas, etc. Mas para os puristas do Android... um Nexus é um Nexus, e este é o melhor de todos até ao momento!


Nexus 5


Prós 
  • Preço
  • Ecrã
  • Desempenho
  • Ser um Nexus

Contras
  • Possibilidade de se receber um Nexus 5 "mal-montado"
  • Não estar disponível em Portugal via Google


Galeria de Imagens










21 comentários:

  1. Excelente review, no entanto fiquei sem saber a tua opinião quanto à longevidade de bateria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A autonomia é sempre algo profundamente variável. No Nexus 5, acho que é "suficiente" como vai sendo o caso com a grande maioria dos smartphones actuais. Para o meu uso dá-me perfeitamente para 1 ou 2 dias; mas é coisa que já nem sinto uma vez que pouso-o nas "bases wireless" para carregar tanto em casa como no trabalho: http://abertoatedemadrugada.com/2013/11/carregadores-wireless-baratos-para.html

      Assim... vai estando sempre carregado. :)

      Eliminar
    2. Pois, o pior é quando se saia da Rotina e se constata que o telefone aguenta pouco mais de 4/5 horas....É pena este nexus não ter a bateria do lg g2, aí seria perfeito

      Eliminar
    3. Cuidado é com as más aplicações ... :)
      A da Box.com por exemplo, nunca vi como aquilo para levar bateria.
      Tive que rebentar com os serviços deles, era algo que no telefone anterior não tinha instalado

      Eliminar
    4. Melhor analise às baterias de smartphones que conheço na net, GSMArena.
      Aqui fica a análise ao Nexus 5: http://blog.gsmarena.com/nexus-5-grinds-through-our-battery-test-routine/
      Já agora, para referencia, o mesmo teste para o Moto X: http://blog.gsmarena.com/here-goes-the-full-breakdown-of-the-moto-x-battery-performance/

      Eliminar
  2. No minha utilização diária, varia entre 1 dia e 3 dias. é como o Carlos diz, profundamente variável.

    Pessoalmente, creio que duas coisas afectam bastante:
    1 - Qualidade média do sinal de rede, é uma variável que afecta todos os telemóveis, mas parece que neste, afecta mais.
    2 - O "dente azul", no meu Sony anterior, pouco notava com aquilo sempre ligado, e com o N5, opto por ligar e desligar quando entro no carro.

    Uma coisa profundamente irritante, é por exemplo no Chrome, para fechar um tabulador, é "empurrar para o lado", ao se estar a visualizar em landscape, o movimento é igual ou seja, passa a ser "para cima", e devia continuar a ser "para o lado".

    ResponderEliminar
  3. O meu N5 teve foi dos que veio "mal montado"... lá tive de seguir os passos descritos em http://abertoatedemadrugada.com/2013/12/como-resolver-problemas-do-gps-no-nexus.html e a coisa foi ao sítio... (não sem deixar algumas pequenas marcas no plástico, pois 2 das molas da tampa teimavam em não ceder...). No que se refere a autonomia, parece-me semelhante à do N4 (que tive anteriormente), pelo menos para o meu tipo de utilização... como ando quase sempre com GPS ligado, BT quando ando de carro, WI-FI quando não ando de carro, passo uns 10 minutos por dia a jogar nos tempos mortos, e com algum tempo de ecrã, nunca consegui passar de 1 dia de autonomia... e quando dou uso intensivo ao waze sem carregador de isqueiro ligado, posso chegar às 14:00 já com o N5 a pedir carga...

    ResponderEliminar
  4. Anónimo9/1/14 19:43

    Excelente Review, parabéns! É um modelo muito atraente, e como vem com o Android "despido" mais fluído nao há! :-) Em todo o caso estes modelos (Nexus) nunca captaram a minha atencao visto terem teclas virtuais em vez de físicas, já tive um Nexus 7 e sempre odiei o espaco desaproveitado! Com teclas físicas ou semi-físicas o ecra é todínho para a imagem, jogo, etc, mas nos Nexus (exceptuando algumas apps video, e afins) tudo isso fica reduzido. Eu tenho um Note 3 e mesmo assim "todo o ecrä é pouco"

    ResponderEliminar
  5. Comprei hoje um. Excelente telemóvel!!!! Estou a adorar

    ResponderEliminar
  6. Carlo Carlos Martins, que Widget é aquele que aparece aos 00:42 ?
    Ja agora faz ai uma lista de APPS instalada no teu N5 :D
    Obrigado.

    ResponderEliminar
  7. Tambem fiz uma "pequena" review. Criticas são benvindas.

    https://plus.google.com/+SergioRodriguesPT/posts/HpAFZqUrbSJ

    ResponderEliminar
  8. A bateria durou 6h45 minutos a ver filmes

    ResponderEliminar
  9. Onde posso comprar pelicula protetora para o Nexus5?
    Obrigado

    ResponderEliminar
  10. A Antena1 fala muitas vezes no site cec.consumidor.pt para resolução de alguns dos problemas de garantias e trocas, para artigos até 2.000 euro.

    inclui processo legal, sem custos, se ouço bem na rádio. Suponho que um dia iremos experimentar com as esquisitices da LG com as garantias.

    ResponderEliminar
  11. Com uma bateria dessas e sem cartões SD, compro um chinês muito melhor. Raio de coisa mais fatela.

    ResponderEliminar
  12. Já se podia mudar o contra "não disponível em Portugal pelo Google Play" hehehe :p

    ResponderEliminar
  13. Acabei de receber o meu, gostaria de saber quanto tempo deixo ele carregando a primeira vez? Pois não tem nenhuma informação, só está escrito carregar até atingir a carga completa !! Aparece dizendo que o nexus foi carregado 100 % ?

    ResponderEliminar
  14. Comprei ontem um nexos 5. Já meti o cartao sim e nao consigo ver os meus contactos.. Alguem me ajuda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Contacts, press Menu -> Import/Export -> Import from SIM card.

      Eliminar

[pub]