2015/01/05

O impacto da qualidade da rede na autonomia dos smartphones


A autonomia de um smartphone é algo que por vezes parece escapar a qualquer tipo de previsão. Hoje venho mostrar-vos como por vezes o culpado pode ser algo que nem sequer está sob nosso controlo: a qualidade da rede celular.

Os nossos smartphones são equipamentos mais complexos que um computador de secretária, com dezenas de sensores, câmaras, GPS, comunicações móveis, WiFi, Bluetooth, e possivelmente centenas de apps a tentarem aceder a diferentes dados a qualquer momento. Por isso não há falta de suspeitos quando se nota uma autonomia substancialmente inferior ao normal: será culpa de alguma app; terá sido alguma actualização que fizemos? É possível que sim... mas por vezes o culpado é simplesmente... o sítio onde estão.

Já anteriormente tínhamos abordado esta questão, mas tive recentemente a oportunidade de o comprovar e registar novamente, para vos dar uma melhor ideia do impacto que a qualidade do sinal celular pode ter sobre a autonomia, e que neste caso se traduz por uma diferença bem visível, entre uma autonomia de mais de 1 dia e meio que se reduz a... meio dia.

[à esquerda: sinal fraco; à direita: sinal de melhor qualidade]

Em uso normal não me preocupo muito com a autonomia, pois seguindo as "boas regras dos recarregamentos" recarrego os smartphones assim que se aproximam dos 50% de carga. Mas para este teste a maior dificuldade foi apenas resistir à tentação de mexer no meu Nexus 5 durante o período para evitar adulterar os resultados.

O teste foi feito com o meu Nexus 5, no seu estado "normal" (WiFi, Bluetooth, 4G, ligados). A única diferença é que num caso deixei-o pousado num local com pouca rede celular, no outro deixei-o num sítio com sinal mais forte.

Os resultados são reveladores: num sítio com rede com sinal mais decente, o Nexus 5 não tem problemas em se aguentar por mais de 38h; mas troque-se o local para outro com sinal mais fraco, e esse valor rapidamente se reduz a cerca de 12h!


Portanto, mesmo que em muitos casos a culpa da redução de autonomia se possa dever a bugs e apps mal programadas, não deixem de ter em conta o (grande) impacto que a qualidade da rede também tem. Quando quiserem fazer testes para avaliar se a culpa é de determinada app, tentem com que isso seja feito no mesmo local, para minimizar a interferência que a força do sinal celular terá.

Agora o próximo passo será tentar determinar o impacto da qualidade do sinal WiFi na autonomia... quanto tiver tempo e disponibilidade para isso! :)

16 comentários:

  1. Quem diria :) obg pelo esforço e por partilhar o resultados.

    ResponderEliminar
  2. eu constatei este efeito negativo durante as férias do ano passado no alentejo... o sítio onde estava alojado tinha uma cobertura de rede péssima e a bateria do Nexus 4 não durava sequer 8 horas com uma utilização reduzida...

    ResponderEliminar
  3. Embora tenha a mesma impressão na minha utilização, fico impressionado por teres aguentado tanto tempo sem mexer no Nexus!! hehehe

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  5. Este teste não prova nada...Para já o telemóvel foi utilizado...e medir a utilização de bateria em função do sinal da rede com tudo o resto ligado e em utlização não prova nada. A não ser que a utilização tenha sido exactamente igual (mesmo tempo de ecrã, mesmas aplicações, etc..) o teste tá completamente errado...é 100% verdade que a qualidade do sinal tem impacto na bateria, mas este teste feito assim não prova nada. Para fazer um teste destes o telemóvel deve ficar em standby com o minimo de uso, senão mais vale não o fazer. Basta ter por exemplo 2 horas de ecrã na utilização com melhor rede e por exemplo 4 horas de ecrã na utilização com má rede que vê-se logo que a diferença de bateria não vem da qualidade de sinal mas sim da menor utilização do ecrã por exemplo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alias neste caso nem sequer é o ecrã mas sim os despertares (ver gráfico "awake"), tá cheio de actividade do cpu apesar de não teres ligado o ecrã (só reparei no ecrã agora). A actividade do cpu parece ser completamente aleatória dado que não ligaste o ecrã do telemóvel, o que ainda torna o teste mais aleatório! Para avaliar o consumo de bateria em função da qualidade de sinal devias precisamente ter desligado tudo e ter deixado apenas a rede ligada para não haver mais variáveis a consumir bateria. Só assim conseguirias avaliar bem o consumo da rede nos dois casos. tal como no caso anterior que eu referi, basta a utilização com boa rede ter 100 despertares do cpu contra 200 da rede má que já não dá para avaliar nada de jeito

      Eliminar
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    3. O telemóvel teve completamente "parado" em ambos os casos, pelo que o uso foi exactamente o mesmo em ambos - salvo as variantes do que possa ir acontecendo de forma natural (notificações a chegarem, etc.) O tempo awake terá precisamente a ver com o facto de ter pouca rede e provavelmente necessitar de tentar obter ligação mais frequentemente - imagino eu.

      Se é um teste "exacto"; claro que não - mas diz-me qual consideras mais útil: ver a diferença de utilização sob circunstâncias reais, para avaliar o impacto da rede tal como se tem o smartphone no dia a dia; ou fazer um teste analítico exacto que te dá valores teóricos... mas nada te diz sobre o comportamento em circunstâncias reais? (Não digo que não seja interessante saber isso... mas pouco me importa saber que com tudo desligado o smartphone se aguenta 15 dias com boa rede, se depois no uso diário tenho que ter GPS, WIFI, BT, etc. etc.)

      Mas podes sempre fazer o teste e partilhar os resultados, que sempre é mais construtivo. ;)

      Eliminar
    4. Por aquilo que sei, a procura de rede mantem sempre o cpu em deep sleep...mas repara, o teste que tás a fazer não serve de nada. Pk apesar de ser em situações do dia a dia, como teste não resulta. Imagina que durante o período com rede fraca, recebeste muito mais notificações (gmail, hangouts, etc...), vais ter muito mais despertares e um consumo de bateria muito superior certo? O que este post pretendia avaliar era o impacto da qualidade de sinal da rede na bateria, mas se o cpu acordou muito mais vezes num teste do que no outro, acaba por não provar nada...não sei se me estou a fazer entender. Eu não faço o teste porque não consigo estar mais que uma hora sem mexer no telemóvel=p

      Eliminar
    5. Serve para demonstrar o que demonstrou. :)
      A minha utilização diária é bastante "estável" a nível de notificações... ainda para mais nestes dias que eram em período de férias.

      Mas um dia destes volto a testar, para comprovar se acontece o mesmo ou não relativamente ao tempo "awake".

      Eliminar
    6. O teste demonstrou o que já estava mais que provado, por isso não estou a entender porque é que estás a vir resmungar sobre o teste não provar nada.

      Melhor rede usa menos bateria, isso já se falava quando andávamos "todos" de 3310, e ficou mais que provado depois quando apareceu o 3G em que o facto de não haver em muito lado fazia a utilização de bateria ser ainda maior por ter de estar sempre à procura e a mudar de redes 2G para 3G.
      Que continua a ser o problema na verdade, as mudanças de frequencias e a procura de rede melhor é o que gasta.

      No verão costumo ir para os lados do rabaçal fazer uns trabalhos e onde costumo estar a rede é MUITO má lá num vale no meio do nada, é tipo 1 ou 2 traços com sorte, e em alguns sítios nenhum, e digo-te assim, o meu telemóvel, que na cidade está todo o dia com dados ligados (e quando estou em casa com o WIFI) dura o dia todo à vontadinha, sem qualquer problema. Lá, com tudo desligado (só tenho o telemóvel ligado mesmo para receber alguma mensagem ou chamada) sem nunca tocar nele o dia todo, dura também um dia. Diz-me lá então qual é a variável...

      Eliminar
    7. Carlos dois telms iguais, com a a mm configuraçao (nandroid por exemplo) colocados em sitios com sinal diferente.
      isso é um bom blind test

      Eliminar
    8. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    9. M4X quando digo que o teste não prova nada refiro-me ao facto de quase toda a gente no mundo saber que a fraca qualidade de rede tem impacto na bateria. Não é necessário um teste para verificar isso acho eu. Ainda por cima num site de tecnologia como este (onde 99% das pessoas sabe que a rede influencia a bateria?). Agora dizer que a fraca qualidade da rede reduziu a bateria de 1 dia e meio para meio dia é que acho errado e impreciso, é só isso. Porque há muitas variáveis em jogo, tal como se ve pelos gráficos awake, houve muitos despertares do cpu aleatórios que invalidam a precisão do teste.

      Eliminar
    10. O objectivo foi precisamente dar uma ideia do impacto que a rede pode fazer. Que toda a gente "sabe", poderá saber... mas muita gente poderá achar que isso afectaria no máximo 10, 20 ou 50% da autonomia... e que aqui fica demonstrado que pode ser bem mais.

      E por acaso já fiz outros "mini-testes" (de poucas horas) com rede boa/fraca e repetiu-se a coisa dos ciclos awake aumentarem quando tem pouca rede (e desta vez sem variante das notificações, possíveis actualizações em background, etc.) Se é do sistema ou será causado por alguma app, não sei... mas não estou com disposição de desinstalar tudo só para testar. :)

      Fica a sugestão para quem tiver mais curiosidade e tempo livre do que eu.

      Eliminar
  6. eu ate digo mais: em calças de ganga, ate a orientaçao do ecra faz diferença :)

    ResponderEliminar

[pub]