2018/02/05

Notícias do dia

iPhone X com novo bug que mantém ecrã apagado e impede aceitar chamadas; Apple vende menos iPhones mas lucra mais; FIA aprova campeonato de Teslas; blocos LEGO dos anos 70 e 80 podem ser tóxicos; Apple reconhece problema de fabrico em iPhones 7 "sem rede"; MS muda estratégia do Windows S; Austrália vai criar "central de energia" virtual com 50 mil casas; e HomePod da Apple não funciona como coluna Bluetooth.

Antes de passarmos às notícias, esta semana temos para te oferecer duas micro-consolas arcade com 300 jogos (uma no passatempo do site, outra no passatempo do Facebook); e ainda temos dois livros JAVA da FCA que serão úteis a todos os que se interessam por esta linguagem de programação.

Coord da Sidewalk Labs quer ser a plataforma para as cidades do futuro



Há muito que dizemos que os automóveis autónomos são apenas uma das peças do imenso puzzle que será fazer uma gestão eficiente da mobilidade nas cidades, e o Coord da Sidewalk Labs (da Alphabet / Google) é mais um exemplo disso.

O Coord quer ser a plataforma que permite reunir e partilhar, de forma estruturada, todo o tipo de informação referente a serviços de transporte (tanto transportes públicos tradicionais como serviços de partilha de automóveis, bicicletas e outros), parques de estacionamento, e até lugares de estacionamento livre nas estradas. A ideia é ter uma ideia precisa de tudo o que está a acontecer numa cidade, em tempo real, permitindo que cidadãos e serviços de transporte possam estar continuamente informados sobre o que está a acontecer: quer seja indicar que há um transporte disponível ao virar da esquina, quer seja para dizer que vai ter um lugar de estacionamento livre mesmo à porta do local para onde está a conduzir.


Nova vulnerabilidade 0-day no Flash deixa computadores em risco



Embora se esteja em fase de abandonar o Flash, há ainda muitos milhões de computadores com ele instalado, tornando ainda mais preocupante esta nova vulnerabilidade 0-day que está a ser utilizada activamente em ataques, com a capacidade de instalar software de controlo remoto que deixará o computador às ordens dos atacantes (a Adobe disse que disponibilizará uma actualização de segurança em breve.).

O ficheiro Flash que se aproveita desta vulnerabilidade está a ser espalhado através de um ficheiro Excel (onde está incluído), pelo que volta a ser importante frisar que nunca devem abrir emails suspeitos, por muita "curiosidade" que possam ter. Por vezes, basta esse clique feito por curiosidade para se ter que lidar com uma imensa dor de cabeça que virá a seguir.


LG deixa de vender smartphones na China


Se para muitos fabricantes o mercado chinês é dos mais apetecíveis, para a LG, na sua situação actual, a coisa parece ser bem diferente. A LG vai deixar de vender smartphones na China, assim reconhecendo a sua incapacidade de competir neste sector altamente concorrencial.

É pena, pois esta saída da China acaba implicitamente por sinalizar que a LG não está disposta a lançar modelos com preços que sejam competitivos... e que também não acredita que os seus modelos topo de gama tenham argumentos para atrair clientes face às alternativas no mercado. Esperemos que esta pausa permita à LG afinar a sua estratégia para o futuro, e que possa regressar em força no próximo ano com uma família de produtos que faça esquecer esta fase menos boa do seu percurso.


Como a Amazon evita que a Alexa se active com anúncios



Com o Super Bowl norte-americano a chegar a milhões de lares, a Amazon teve o cuidado de evitar que o seu spot publicitário (que, absurdamente, nem sequer pode ser visto por cá!) não activasse milhões de Amazon Echo e outros equipamentos a cada menção do nome da sua assistente Alexa.

A Amazon recorre a vários sistemas para evitar que os Echo se activem com "Alexa" ouvidos em spots publicitários. Para os spots previamente gravados a Amazon altera ligeiramente as frequências, de modo a que os Echo possam diferenciar e ignorar esses pedidos - que foi o que foi feito para este anúncio da Super Bowl. Mas, mais curioso, é o sistema que está implementado para lidar com outras ocorrências da palavra Alexa em programas televisivos: sempre que a Amazon detectar um número elevado de activações da Alexa em simultâneo, vai analisar a frase de activação e, caso determine que foi uma activação indesejada causada por um programa de TV ou rádio, pode adicionar essa frase à lista de activações a ignorar.


Curtas do dia


Resumo da madrugada




Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]