2018/02/06

Notícias do dia

Hoje é o dia em que veremos se o Falcon Heavy vai por um Tesla a orbitar Marte (e com condutor ao volante); a OnePlus fez chegar o OnePlus 5T vermelho à Europa; Galaxy S9 com câmara dupla apenas no "Plus"; vendas de tablets em queda há 13 trimestres consecutivos; e os carros autónomos vão ser um paraíso de informação para as autoridades.

Antes de passarmos às notícias de hoje, não se esqueçam de votar no livro FCA que iremos oferecer ao longo desta semana.

Extensão do Grammarly deixava utilizadores vulneráveis



Tavis Ormandy, investigador do Project Zero da Google, continua a causar dores de cabeça aos mais variados serviços ao descobrir vulnerabilidades. Desta vez trata-se da extensão do Grammarly para Chrome, que permitia que qualquer site visitado pudesse ter acesso à conta Grammarly do visitante, incluindo os seus documentos e dados privados.

Vale que a Grammarly corrigiu a falha em poucos dias, assim que foi alertada para o assunto, dizendo também que até ao momento não foi detectada qualquer actividade suspeita ou que levasse a pensar que esta falha estivesse a ser explorada por atacantes. De qualquer forma, se forem utilizadores do Grammarly e tinham a extensão instalada... até dá arrepios!


Google renova app do Google+ para Android



O Google+ pode ter sido uma das maiores barracadas da Google, mas isso não significa que estejam dispostos a abandonar a plataforma... pelo contrário. A equipa do Google+ diz que está prestes a lançar uma app completamente renovada do Google+ para Android.

Visualmente as alterações não serão muitas (embora se devam notar melhorias a nível de fluidez), mas internamente a app foi completamente refeita de raiz, e agora tirando partido das funcionalidades disponíveis no sistema Android, o que facilitará o processo de adicionar novas coisas para o futuro.

... Sem dúvida que há que louvar o seu trabalho... mas, será que ainda há esperança de que o Google+ venha a ser utilizado?


iPhones melhoraram tempo de resposta dos polícias em Nova Iorque



Com o fim do suporte dos Windows Phones a Polícia de Nova Iorque optou por comprar iPhones 7 para os seus agentes e a troca parece estar já a dar resultados positivos. O tempo de resposta dos polícias foi reduzido em 14%, factor que atribuem às ferramentas disponibilizadas com o iPhone, que permitem um mais fácil acesso a informação crítica para lidar com os casos, como registo criminal dos suspeitos e até mesmo aos streams de câmaras de video-vigilância em tempo real.

... Imagino que isto sirva para sossegar aqueles que pensavam que os polícias iam ficar mais distraídos a jogar Candy Crush ou Clash Royale... :)


Apple corta Qualcomm da lista de fornecedores para próximos iPhones



Com uma dura batalha pela frente, a Qualcomm passa a integrar a lista de fornecedores "na lista negra" da Apple, sendo esperado que a próxima geração de iPhones venha a usar exclusivamente chips da Intel para as comunicações 3G/4G.

A Intel começou a fornecer destes chips para os iPhone 7, mas a Qualcomm ainda recebia metade das encomendas destes encomendas. Com este "corte", a Apple conseguirá poupar cerca de 100 milhões de dólares na próxima geração de iPhones, que para a Qualcomm representarão 400 milhões de dólares perdidos. Junte-se a isto a multa de mil milhões de euros na Europa, e ainda o caso contra a Apple... e as coisas começam a ficar tremidas.

Não será por acaso que a Broadcom está a aproveitar a oportunidade para tentar comprar a Qualcomm, tendo já subido a sua oferta de 100 para cerca de 121 mil milhões de dólares.


Curtas do dia


Resumo da madrugada

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]