2018/02/25

Wintergatan e o trabalho por trás da sua Marble Machine


Há cerca de dois anos mostramos a fantástica máquina musical com 2000 esferas metálicas do grupo sueco Wintergatan. Pois bem, eles não têm estado parados, e têm partilhado o (muito) trabalho no desenvolvimento e construção destas complexas máquinas.

Ao ver as suas máquinas em funcionamento, mesmo com toda a sua complexidade, é fácil ficar-se tentado a pensar que tudo foi conseguido de forma simples. Pois bem, a realidade é bem diferente, e são necessárias muitas experiências - e matemática - para se criarem múltiplos mecanismos que operem de forma eficiente (e com a menor probabilidade de erros possível).

No seu canal de YouTube eles têm partilhado o moroso processo de construção de uma nova Marble Machine, e embora todos eles sejam interessantes, escolhi dois que servirão de "aperitivo" para o que por lá se passa, e que seguramente agradarão aos fãs dos dispositivos mecânicos.

O primeiro consiste num sistema capaz de dividir um fluxo contínuo de esferas em 38 canais diferentes, sendo abordadas diferentes abordagens dependendo da necessidade de fazer uma separação equitativa pelos vários canais, ou de forma dinâmica.



O segundo vídeo mostra que "brincar" com ímanes também tem os seus efeitos secundários indesejados, pois as coisas complicam-se quando as esferas metálicas ficam magnetizadas. Por isso, foi também preciso criar um sistema de desmagnetização - mecânico, pois claro - para resolver essa questão.



Tudo para depois se poder ter sonoridades deste estilo (e claro, no caso de não terem ainda visto e ouvido a Marble Machine original, não deixem de o fazer. :)

1 comentário:

  1. Tenho acompanhado o trabalho desenvolvido e realmente impressiona. Há de facto muita gente com talento por aí.

    ResponderEliminar

[pub]