2018/03/04

YouTube com download de vídeo em 125 países (Portugal ainda não está na lista)


Descarregar vídeos do YouTube para ver em modo offline ou para poupar dados é algo que muitos utilizadores vão passar a fazer com a expansão dessa funcionalidade a 125 países. Infelizmente, Portugal continua a não estar na lista.

A Google expandiu drasticamente o reduzido número de países onde o download de vídeos do YouTube (de forma oficial) estava disponível, agora chegando a 125 países; mas infelizmente a Google continua a privilegiar países onde, à partida, o acesso à internet poderá ser mais complicado.

Isto faz com que países Europeus - e Portugal - fiquem de fora, pelo menos nesta fase, o que acaba por ser bastante penalizador para quem por cá também tem tarifários bastante limitados em termos de dados (e ainda teremos que esperar para ver no que irá resultar a exigência da Anacom relativamente aos tarifários zero-rating, sendo que a sua maioria também disponibilizava dados extra para o YouTube).

Continuo a não perceber como empresas como a Google, que se batem pela manutenção da neutralidade da net, depois sejam tão anti-neutrais no aspecto de não disponibilizar as mesmas funcionalidades nos seus serviços a todos os utilizadores, independentemente do país em que estiverem... Enfim... espero que ao menos percebam que com isso só incentivam que esses utilizadores discriminados procurem alternativas para conseguirem fazer o mesmo - alternativas essas que por vezes até os podem deixar em risco, caso optem por usar apps de fontes duvidosas, potencialmente com malware ou outros elementos indesejados.


Lista dos países onde a Google disponibiliza o download de vídeos do YouTube:

  • Afghanistan
  • Angola
  • Antarctica
  • Armenia
  • Azerbaijan
  • Bahrain
  • Bangladesh
  • Benin
  • Bhutan
  • Botswana
  • Bouvet Island
  • British Indian Ocean Territory
  • Brunei
  • Burkina Faso
  • Burundi
  • Côte d'Ivoire
  • Cambodia
  • Cameroon
  • Cape Verde
  • Central African Republic
  • Chad
  • Comoros
  • Cook Islands
  • Democratic Republic of the Congo
  • Djibouti
  • Equatorial Guinea
  • Eritrea
  • Ethiopia
  • Federated States of Micronesia
  • Fiji
  • French Guiana
  • French Polynesia
  • Gabon
  • Georgia
  • Grenada
  • Guam
  • Guinea
  • Guinea-Bissau
  • Iran
  • Iraq
  • Israel
  • Kiribati
  • Kuwait
  • Kyrgyzstan
  • Laos
  • Lebanon
  • Lesotho
  • Liberia
  • Macau
  • Madagascar
  • Malawi
  • Maldives
  • Mali
  • Marshall Islands
  • Mauritania
  • Mauritius
  • Mayotte
  • Moldova
  • Mongolia
  • Morocco
  • Mozambique
  • Myanmar (Burma)
  • Namibia
  • Nauru
  • Nepal
  • New Caledonia
  • Niger
  • Northern Mariana Islands
  • Oman
  • Palau
  • Palestine
  • Papua New Guinea
  • Qatar
  • Republic of the Congo
  • Reunion
  • Rwanda
  • São Tomé and Príncipe
  • Saint Helena
  • Saint Pierre and Miquelon
  • Samoa
  • Saudi Arabia
  • Senegal
  • Seychelles
  • Sierra Leone
  • Slovakia
  • Solomon Islands
  • Somalia
  • South Sudan
  • Sri Lanka
  • Sudan
  • Svalbard and Jan Mayen
  • Swaziland
  • Tajikistan
  • Tanzania
  • The Gambia
  • Timor-Leste
  • Togo
  • Tonga
  • Tunisia
  • Turkey
  • Turkmenistan
  • Tuvalu
  • Uganda
  • United Arab Emirates
  • Uzbekistan
  • Vanuatu
  • Western Sahara
  • Zambia
  • Zimbabwe

6 comentários:

  1. Mas o estranho é que a própria Google tinha dito que tinha disponibilizado para Portugal e Brasil, enfim vai entender.....

    ResponderEliminar
  2. O Workflow permite fazer download de vídeos do You Tube no iOS, diretamente da aplicação do serviço de vídeo do Google.

    ResponderEliminar
  3. A razão para a lista não incluir os principais paises de atuação do YouTube é porque esta função está restrita a utilizadores do Red nos poucos países em que a subscrição está disponível, tal como picture in picture e o modo audio-only.

    Por isso é que esta função não é suportada em regiões onde ja existe YouTube Red ou pelos vistos onde há planos de trazer o serviço.

    ResponderEliminar

[pub]