2018/04/25

Asus ZenFone 5Z [Contacto]


Este ano de 2018 está a ser um excelente ano em termos de lançamento de grandes smartphones - Huawei P20 e Galaxy S9 são alguns dos exemplos - mas há um modelo em particular que está a atrair ainda mais as atenções... o ZenFone 5Z da Asus, e já tivemos oportunidade de passar algum tempo com um.

O ZenFone 5Z ocupará o lugar de topo de gama da Asus e vem com todos os argumentos que se esperariam num modelo para este patamar: temos um ecrã de 6.2" (2246x1080), CPU Snapdragon 845, 8GB+256GB / 6GB+128GB / 4GB+64GB, câmara dupla de 12MP+8MP com estabilização óptica de 4 eixos, câmara fronal de 8MP, bateria de 3300mAh, microSD até 400GB, BT 5.0, e Android 8.




Tem ainda a particularidade de estar muito bem conseguido a nível estético e tendo uma qualidade de construção que nada fica a dever aos topo de gama de outras marcas. No entanto... de todos os argumentos há um que é aquele que é responsável por todo o interesse em seu redor: o preço!

Enquanto algumas marcas se vão aventurando nos smartphones com preços que se aproximam (ou até superam) os 1000 euros, a Asus surpreendeu tudo e todos ao revelar que este ZenFone 5Z irá chegar ao mercado com um preço abaixo dos 500 euros! Isto é um patamar de preços que normalmente tem sido reservado para marcas como a Xiaomi e OnePlus... pelo que, vai ser interessante ver que tal o mercado reage a isto.



Em termos de funcionamento nada há a apontar, mas também é certo que se tratava de uma unidade de pré-produção que estava constantemente a receber melhoramentos. Por exemplo, em resposta a algumas questões que tinha colocado sobre as câmaras, bastaram poucos dias para que uma actualização viesse resolver o assunto - mas tendo-me sido pedido, compreensivelmente, para não publicar fotos captadas com ele, precisamente por ainda ser uma funcionalidade que estava a ser continuamente melhorada.



Um pormenor curioso que muito gostei de ver, é que o Google Assistant no ZenFone 5Z já vem com o Google Lens, que nos permite "reconhecer o mundo". Algo que inicialmente só estava disponível nos Pixel, mas que felizmente se tem alargado a outros equipamentos.


Em termos do "notch", sempre causador de polémicas, o 5Z vem com um recorte de ecrã que é mais reduzido que o do iPhone X, mas maior que o do P20 Pro.

[Recortes com medidas para todos os gostos]

O resultado prático fica portanto entre o espaço claustrofóbico do iPhone X, apenas suficiente para mostrar os principais indicadores (hora, sinal de localização à esquerda - sinal de rede móvel, sinal WiFi e bateria à direita), e o espaço quase "normal" do P20. Face ao P20 ganha por ter matgens mais reduzidas em redor do ecrã, apenas com a margem inferior a ser ligeiramente mais volumosa, mas sem que isso estrague o resultado final do conjunto. Pessoalmente, acho que é o mais bem conseguido em termos estéticos - ficando apenas a faltar a opção de navegação por gestos que dispense a presença da barra de navegação inferior, coisas que a Xiaomi e OnePlus já copiaram descaradamente do iPhone X, com bons resultados - mas que no caso da Asus provavelmente implicará esperar pelo próximo Android P, que deverá implementar esse sistema.


Uma coisa é certa. Tal como há muito era esperado... a tendência para os ecrãs irem ocupando a totalidade da área frontal começa a complicar o processo de os distinguir apenas olhando para eles pela frente. E se neste ano de 2018 ainda vão havendo alguns pormenores que permitem essa identificação, será uma tarefa que se irá complicar ainda mais nos próximos anos, quando começarem a chegar os modelos realmente com ecrãs a "100%" (ou muito perto disso - sendo que um dos primeiros a chegar ao mercado poderá ser o Mi Mix 3).


Com dúvidas a identificar estes smartphones? A solução está na imagem em baixo - mas não na ordem "correcta" para não ser fácil demais. :)



Não tenho dúvidas que este ZenFone 5Z vá ser um campeão de vendas quando chegar ao mercado (em Junho), sendo que a única dúvida será saber se a Asus terá capacidade de produção para dar resposta à procura. Bem sabemos como a fase de lançamento é "crítica" e que muitos consumidores não têm paciência para esperar várias semanas (nem vamos falar de meses). Mesmo sabendo que o preço sub-500 euros se aplicará apenas ao 5Z de entrada de gama com 4GB+64GB. Faltará saber o escalonamento para as versões com 6GB e 8GB de RAM, e que tal se posicionam face ao OnePlus 6 que estará para breve (já que o Mi 7 da Xiaomi parece ter sido adiado por mais alguns meses).


Também um "esclarecimento" final quanto ao preço do ZenFone Z5 Lite. O preço do ZenFone 5 Lite a 399 euros não faz muito sentido quando se vai ter o 5Z abaixo dos 500 euros e ainda há que fazer espaço para o ZenFone 5 "normal"... mas a verdade é que se trata apenas de uma confusão causada por uma designação infeliz dos modelos para o mercado europeu. O ZenFone 5 Lite é um modelo que deveria ser chamado de ZenFone 5 Selfie, passando ao "lado" da segmentação habitual que se associa aos modelos "lite, normal, pro". Por isso, fará sentido que esse ZenFone e o ZenFone 5 "normal" possam partilhar um preço bastante próximo, pois apostam em características diferenciadas. Pena é que a Asus não tenha encontrado forma de transmitir isso, pois assim irá ser bastante confuso para os consumidores tentarem perceber como é que se tem um "lite", "normal" e o "5Z" com uma diferença de preços inferior a 100 euros...

Mas pronto, o que interessa é que o 5Z chegue o mais rapidamente possível até nós, e talvez possa servir como exemplo que venha contrariar a proliferação dos modelos de topo a preços absurdamente elevados. Como sempre, cabe ao mercado votar com as suas carteiras...





5 comentários:

  1. A nível de software está muito carregado? Parece uma excelente opção pelo preço!

    Pena chegar em Junho, acho que devia chegar mais cedo

    ResponderEliminar
  2. Pena mesmo ser lançado apenas em Junho.. Foi apresentado em Março (salvo erro).. Andam a dormir..

    Estou indeciso entre este 5z e o Mi Mix 2s e, eventualmente o OnePlus 6

    ResponderEliminar

[pub]