2018/04/27

Homem vai preso 15 meses por vender CDs com Windows gratuito de reposição


Se estiverem a pensar numa forma de reduzir o desperdício electrónico, facilitando a reinstalação de Windows em computadores velhos, será melhor terem muito cuidado como o fazem... pois essas boas intenções podem valer-vos mais de 1 ano na prisão.

Eric Lundgren é um conhecido activista que luta contra o desperdício electrónico, tendo criado uma empresa - que já conta com 100 funcionários - que promove a reutilização de material usado. Não será por isso de estranhar que a certa altura se tenha lembrado de recriar e disponibilizar DVDs com o Windows 7 de reposição... mal sabendo que isso o iria atirar para a cadeia.

Embora actualmente os computadores já nem venham com drives de CD/DVD, noutros tempos era comum que os portáteis e computadores viessem com um disco de reposição do Windows, para se reinstalar o sistema em caso de qualquer problema ou avaria. Era uma prática que posteriormente se foi perdendo, com os fabricantes a pouparem os cêntimos que custava o disco, direccionando os utilizadores para o download gratuito disponibilizado pela Microsoft.

De referir que estes discos servem apenas para reinstalar o Windows em computadores que já estão legalmente licenciados para isso, com a chave de produto / certificado de autenticidade colado na caixa; pelo que não servem de nada para quem estiver à procura de um Windows "gratuito".

A questão é que muitos dos utilizadores destes computadores não sabem onde puseram estes discos, ou não sabem onde fazer o download, ou simplesmente não estão dispostos a ter esse trabalho - situação que levou Eric Lundgren a aventurar-se na produção de uma série de milhares destes DVDs, para os disponibilizar a lojas de reparação, para que os pudessem vender a custo simbólico aos seus clientes. Uma forma de lhes poupar o trabalho de fazerem isso.... mas que a Microsoft não gostou.

Quando os discos estavam a entrar nos EUA, já fruto de uma cilada onde lhe tinha sido pedido que os comprasse em seu nome, foram apreendidos como sendo contrafacção e Eric Lundgren foi detido por fraude e falsificação - e de nada valeu tentar explicar ao tribunal que não se tratavam de Windows pirateados, mas sim, e apenas, de Windows de reposição que servem apenas para reinstalar o sistema em computadores já legalmente habilitados a terem o Windows instalado!

A Microsoft também não facilitou a tarefa, tratando o caso como se qualquer outra situação de venda de Windows pirateados... e o resultado é a incrível sentença de 15 meses de prisão efectiva, para alguém que tem passado a sua vida a tentar reduzir o desperdício electrónico e tentava ajudar a manter mais alguns milhares de computadores a funcionarem por mais alguns anos, em vez de serem atirados para o lixo.

5 comentários:

  1. E eis a espécie humana em todo o seu esplendor.....
    Que crime tão grave, pois sim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É grave, porque envolvia falsificação de logótipos da Microsoft e DELL, assim como clonagem de CDs/DVDs vendidos pela Microsoft a parceiros de reciclagem, ganhando ca. de $98.000 com o negócio. https://blogs.microsoft.com/on-the-issues/2018/04/27/the-facts-about-a-recent-counterfeiting-case-brought-by-the-u-s-government/

      Eliminar
  2. E uma loja de reparação ia vender aos clientes um DVD de reposição do Windows?

    ResponderEliminar
  3. A coisa não parece estar muito clara (de ambas as partes).

    ResponderEliminar
  4. Estava a dar prejuízo á Microsoft e se a moda desse tipo de empresas se alastrasse a Microsoft iria deixar de vender muitos pcs...

    ResponderEliminar

[pub]