2018/04/12

Tesla culpa vítima mortal do acidente no Model X


Embora tenha ficado claro que o sistema Autopilot da Tesla se enganava no troço em que se deu o acidente que vitimou o condutor de um Model X, a Tesla continua a reforçar a mensagem de que a culpa foi dele.

Procurando manter o seu sistema livre de qualquer associação a falhas, a Tesla não faz qualquer referência à incapacidade do sistema detectar um obstáculo potencialmente fatal no meio da estrada, optando por se focar na culpabilidade do condutor com base nas condições de utilização do serviço, sendo que tecnicamente é pedido ao utilizador para manter as mãos no volante de forma permanente - e indo até ao ponto de usar as declarações da sua família, de que ele já se teria queixado à Tesla de que o sistema falhava naquela secção, como factor de culpa adicional, dizendo que seria mais um motivo para não usar o Autopilot naquela zona, ou estar com atenção redobrada.

É certo que a Tesla não está a dizer nenhuma mentira, e tem razão nalgumas das coisas que diz... mas este seria uma das situações em que também lhe ficariam bem um pouco de humildade, reconhecendo que o Autopilot falhou de forma flagrante - e também a culpa que tem em transmitir a imagem de que o Autopilot é muito mais capaz do que depois é na realidade. Aliás, várias pessoas prontamente relembraram que é a própria Tesla que referem que os seus carros têm hardware para "Full Self Driving", e que tem lançado vídeos que mostram os condutores sem terem as mãos no volante...


Por fim, a Tesla refere também que o seu sistema Autopilot já salvou muitas pessoas de potenciais acidentes, e que por isso é extremamente positivo... mas novamente esquece de referir que todos esses potenciais salvamentos podem também ser vistos como autênticas bombas relógio, com um número crescente de condutores que pode confiar demasiado no Autopilot... e depois ser surpreendido quando vir o seu carro a seguir a toda a velocidade contra uma barreira no meio da estrada.

9 comentários:

  1. Autênticas bombas relógio são os muitos condutores que conduzem nas estradas, sem qualquer respeito ou cuidado...isso sim!

    ResponderEliminar
  2. As pessoas não têm cuidado nenhum quando atravessam uma rua. Acham-se no pleno direito de meter o pé à estrada e quem lá vier com uma máquina que potencialmente mata é que tem de ter cuidado. Nem com o mais sofisticado sistema que se possa vir a inventar se está a coberto da falta de civismo de muitos que atravessam uma estrada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De facto é verdade.
      Já tive uma discussão com um peão que ia no passeio e do nada virou à esquerda e pôs-se a atravessar a estrada. O peão em causa passou na passadeira, é verdade, mas também é verdade que ele não ia a mostrar a mínima intenção de atravessar, e naquele instante em que se mandou para a estrada foi uma fracção de segundo para eu olhar para outro lado que não este peão. Resultado, quando me apercebi que eles se tinha metido a atravessar a estrada foi uma travagem fortíssima.
      Felizmente consegui parar o carro sem acertar no dito peão, mas a pessoa, cheia de razão começou a mandar vir comigo a dizer que a culpa seria minha caso lhe tivesse batido.
      É verdade que a culpa era minha, mas quem ficava sem pernas era ele...
      Conclusão da história: Nem sempre de razão vive a razão...neste caso a razão diz-me que mesmo que tenha razão, mais vale zelar pela minha vida!

      Eliminar
    2. Ena, isso parece o que sofro aqui em Portimão... Tanta gente de cabeça no ar a pensar que os condutores estão constantemente a olhar para os passeios tentando adivinhar quando é que as pessoas irão atravessar nas passadeiras...

      Deveria ser lançada uma campanha exaustiva informando que o peão apenas pode atravessar na passadeira depois de parar e se "anunciar" aos condutores.

      Isto parece tão básico, mas pelos vistos, para tantas pessoas não é... :(

      Eliminar
  3. A dúvida que fica neste caso em particular será esta:
    Se um "simples" Volvo dispõe de sistema de autotravagem, por que não dispõe também o Tesla?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei se o Volvo conseguiria detectar esta barreira... seria um excelente teste para se fazer. :)

      (Uma coisa é detectar peões ou animais, em que o sistema está preparado para isso - uma barreira como esta torna-se mais complicada de detectar... mesmo se neste caso a sinalização na mesma, em preto e amarelo, deveria facilitar em parte a sua identificação.)

      Eliminar
    2. Mas o Volvo exige que as pessoas mantenham as mãos no volante. A Tesla não. O sistema da Volvo é inerentemente mais seguro porque exige que o condutor se mantenha atento.

      A Volvo é uma empresa que aposta na segurança há décadas. A Tesla pensa que fazer um carro é o mesmo que um smartphone.

      Eliminar
    3. Nota-se claramente que sim pelos fails repetidos que os Volvos têm tido. É comparar duas coisas completamente diferentes. O Volvo (no nível comercial) apenas tem um sistema de auxilio na travagem e detecção de obstáculos (que muitras outras marcas tb têm).

      O Tesla tem um sistema de condução auxiliar. E é este auxiliar que as pessoas ignoram. Não é para tirar as mãos do volante! Enquanto os utilizadores continuarem a deturpar o sistema, existirão sempre problemas.

      O local do acidente até para um humano é enganador. Aquilo está muito mal feito (ao nível da construção). Se o sistema poderia ter-se comportado melhor? Sim. Essencialmente em travar antes de embater. Se o condutor é culpado? Óbvio!

      Eliminar
    4. @Rosmano Errado, o Tesla também exige que mantenhas as mão no volante, as pessoas continuam com a mania de dizer que os Tesla são self-driving e não são nem nunca disseram que eram. A única coisa que dizem é que os carros têm hardware para tal (como mostra na imagem que o Carlos meteu) mas por baixo dessa imagem também diz que esse hardware só será ligado quando o software e a legislação o permitir.

      Lane-keeping assist, cruise control, brake assist, distance assist, isso são tudo tecnologias que muitos carros têm, e em nenhum deles, incluindo os Tesla, podes deixar o controlo do carro, são assistências, não são carros autónomos.

      Eliminar

[pub]