2018/04/04

Valve desiste das Steam Machines?


O sonho de criar uma alternativa aos PCs com Windows para jogos parece ter chegado ao fim para a Valve, deixando de dar destaque na sua página às Steam Machines que tinham sido criadas com esse propósito.

Lançadas no final de 2015 (depois de alguns atrasos), as Steam Machines pretendiam ser a alternativa aos PCs para jogos, contando com um SteamOS que tinha sido concebido especificamente para esse fim... mas que depressa enfrentou dificuldades ao não ser capaz de obter o mesmo desempenho que hardware idêntico tinha ao correr os mesmos jogos em Windows.

Acabaria por ser um mau prenúncio, pois se era necessário ter Windows para correr os jogos com um melhor desempenho, toda a estratégia de criar uma alternativa não dependente do sistema da MS deixava de fazer sentido, tornando as Steam Machines em PCs iguais a tantos outros... e sendo apenas uma questão de tempo até que se pusesse em causa a sua própria existência - algo ajudado pelo facto da maioria dos parceiros desta iniciativa nem sequer terem lançado máquinas actualizadas no último ano...

A remoção das Steam Machines da página de hardware do Steam parece servir como um reconhecimento da derrota, que curiosamente pode chegar no pior momento possível. É que não só o SteamOS vai ficando cada vez melhor e já conta com mais de 4400 jogos... como até a própria Microsoft começa a perder o interesse no Windows enquanto sistema operativo, o que poderia representar uma excelente oportunidade para reforçar a aposta no SteamOS enquanto sistema dedicado aos jogos nos "PCs".


Actualização - A Valve já veio clarificar: o desaparecimento da secção das Steam Machines deveu-se apenas a não ter tráfego suficiente que justificasse ter essa secção em destaque, mas isso não põe em causa a aposta no SteamOS e em tornar o Linux na melhor plataforma de jogos possível.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]